quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Sócrates Toca o Sino E Acha-se Com Direito A Vénia

Tarde e a más horas, Sócrates acordou para a situação em que colocou o país - toca o sino - e acha que todos têm de fazer a vénia.

O PM vai à AR e não explica as medidas que toma.
O PM vai à AR para questionar a oposição.
O PM vai à AR e não responde às dúvidas da oposição.
O PM vai à AR e não presta contas das medidas anteriormente tomadas.
O PM vai à AR por em causa os Governos que antecederam os seus e pedir explicações.
O PM não negoceia as medidas que diz serem importantes para o país - o que quer é obrigar os outros partidos a aceitar as suas ideias.(o Governo não tem maioria)
O PM afirma que nunca pensou em tempo algum demitir-se. É a alienação total. É que deve pensar que somos todos aliegenas.

Na intervenção no debate quinzenal na Assembleia da República, o líder parlamentar do PSD insistiu que o primeiro-ministro explicasse "o que é que correu mal" para anunciar agora novas medidas de austeridade quando há quatro meses, com o acordo do PSD, aumentou impostos e decidiu cortes na despesa, garantindo então que "era o necessário e o suficiente para cumprir as metas de 2010 e as de 2011".

Miguel Macedo chegou mesmo a acusar o primeiro-ministro de se comportar como "alguém politicamente inimputável" por fugir às explicações.

Ilusionismo Ou Esperteza Saloia?

Com que então estava tudo controlado até final do ano? - Mentira !
Claro que não estava. Então, e ... na linha que o Governo já nos habituou - saí mais um número de Ilusionismo .
A transferência do fundo de pensões da PT para o Estado. A receita gerada, de 2,6 mil milhões de euros, será inscrita na execução orçamental deste ano. A Portugal Telecom (PT) vai voltar a salvar as contas públicas.
Os fundos de pensões da PT Comunicações para o Estado deverá permitir a Teixeira dos Santos cumprir o limite dos 7,3 por cento.(Fonte:Público)

Pois é, mas... passam para o Estado as responsabilidades do fundo, mas também o dinheiro equivalente a esses encargos.

Mas, num cenário em que a sustentabilidade do sistema de pensões é um risco, o impacto deste tipo de operações levanta sempre dúvidas.

As Escapatórias ...

«A coisa mais fácil do mundo é encontrar escapatórias quando não queremos olhar para dentro de nós mesmos. Uma culpa exterior é coisa que existe sempre, tem de se ter muita coragem para aceitar a culpa - ou melhor, a responsabilidade - só nos cabe a nós.»

Susanna Tamaro

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Aqui Está A Conta Da Governação De Sócrates

Depois de tanta negação, desmentidos, acusações de alarmismo, insultos, enganos e manigâncias aqui temos a evidência :

Aumento do IVA para 23% e um corte de até 10% na despesa total de salários do sector público.

Aumento de impostos, corte de salários e prestações sociais, congelamento de todo o investimento público até ao final do ano e redução do número de contratados na função pública.

Redução média da massa salarial dos funcionários públicos em 5%. Nos vencimentos entre 1.500 e 2.000 euros, a redução será de 3,5%. Nos escalões mais elevados, o corte chega aos 10%.
Ajudas de custo e horas extraordinárias também serão cortadas e termina a acumulação de pensões e vencimentos. Os funcionários públicos acabam por suportar a maioria das medidas de austeridade anunciadas, que incluem ainda o aumento em um ponto percentual das contribuições para a Caixa Geral de Aposentações.

As prestações sociais também serão sacrificadas, com a anulação do aumento extraordinário do abono de família e a redução em 20% do rendimento social de inserção.

No sector empresarial do Estado, vão ser extintas entidades e reduzido o número de cargos directivos. A frota automóvel do Estado será reduzida em 20%.

Transferência para o Estado do fundo de pensões da Portugal Telecom, o que permitirá um encaixe 2.600 milhões de euros a ser inscrito em orçamento. (Fonte: SOL)

Esta é a conta que Sócrates nos apresenta da excelência da sua governação.

PGR Disse Que Não Comentava Mas...

Pinto Monteiro, disse que não comentava o chumbo da proposta do PS, mediante proposta do PGR  que permitiria a continuação de funções pelo vice-PGR, que teve os votos contra do PSD, PCP, BE e abstenção do CDS-PP.
Mas... não deixou de subentender nas suas palavras uma nota pejorativa: "Eu não comento decisões que são única e exclusivamente políticas e nada têm a ver com o interesse da magistratura". E ...  que Mário Gomes Gomes Dias "nunca esteve em funções ilegalmente".

O facto, contudo, é que Gomes Dias permaneceu em funções ainda antes de existir esta cobertura legal, que finalmente foi recusada pelo parlamento.

Podem tirar as vossas próprias conclusões - fácil, fácil !

E ... O Histórico Não Ajuda Nada

O governo é que tem de fazer o Orçamento do Estado, tem de apresentá-lo da forma que sabe poder ter o apoio necessário para o aprovar no parlamento.

Depois, o PSD chegou aqui, a esta posição de não querer aumentar impostos, depois de ter viabilizado o OE de 2009 e o PEC I (com Manuela Ferreira Leite) e o PEC II (com Passos Coelho). Em nome do interesse nacional e da pressão da União Europeia quando o euro era atacado por todo o lado. O governo tem acusado o PSD de querer acabar com o Estado social e mesmo assim diz que é o parceiro natural para aprovar o Orçamento do Estado?

Todos os últimos líderes do PSD se queixaram de agravos pessoais de José Sócrates. Marques Mendes, Ferreira Leite, agora Passos Coelho (Menezes não teve verdadeiramente tempo para isso). Todos eles mais Cavaco - na questão do estatuto dos Açores - se sentiram enganados por Sócrates a ponto de isso afectar as relações pessoais. É um histórico que não ajuda.


Mais do que um Orçamento do Estado, os mercados querem ter a certeza de que o governo tem prestígio e força para governar. Esse problema não é a votação que o resolve. Pode haver uma crise política durante meses? Pode, mas Sócrates seria irresponsável se a propiciasse neste momento
(Fonte:Manuel Queiroz,Jornal i)



Um Orçamento do Estado, em que os mercados possam ter a certeza de que o governo tem prestígio e força para governar. Prestígio? - Talvez , mas só para quem está fora ou a leste do que por aqui se passa . Força ? Força... força... - não. Mas a força de expediente e a perícia a saltar com o apoio em vários suportes ... - sim, pelo menos parece que consegue ainda enganar alguns.

Sr. Contente Diga À Gente Com Vai Este País ...

Pois é, o país está perto de um descalabro orçamental, melhor dizendo contenção orçamental, como podem compreender o dinheiro não chega para tudo, é preciso analisar  o que é prioritário como o TGV e o Aeroporto, a paixão pela educação seguirá em momento oportuno, assim como apoios a crianças com necessidades especiais ou segurança nas escolas, que como sabem é uma prioridade do Governo

Pois, pois, mas a realidade é esta não só em Vendas Novas como de um modo geral por todo o país:

Quando terminou o ano lectivo 2009/2010, o Governo determinou o encerramento de todas as escolas do 1º ciclo do ensino básico com menos de 21 alunos.

Não contente com essa medida de castração de igualdade de oportunidades no acesso à educação e à qualidade da mesma, a abertura do ano lectivo 2010/2011 foi profundamente marcada por mais uma medida economicista e irresponsável por parte do Governo PS ao abrir as escolas com um enorme défice de pessoal não docente, sobrecarregando os horários dos professores e obrigando à constituição de turmas com um n.º de crianças muito superior ao legalmente permitido.
No caso concreto de Vendas Novas, o Agrupamento Vertical de escolas viu-se confrontado com uma redução de 42 pessoas relativamente ao ano anterior, cuja contratação não foi autorizada pela DREA, Chegando-se à situação de a Escola Secundária ter um n.º de auxiliares superior aos de todo o Agrupamento.

Neste quadro como podem as turmas funcionar sem auxiliares que acompanhem e/ou recebam as crianças desde que entram na escola até o professor chegar? Quem acorre no recreio ou num acidente que, eventualmente, venham a ter? Quem assume esta responsabilidade? A DREA? O ME?

Também as crianças com Necessidades Educativas Especiais estão neste momento, na maior parte das escolas, sem o apoio específico de que necessitam e que a escola tem de lhes facultar.
No geral esta situação tem tido repercussões muito graves, nomeadamente ao nível da segurança das crianças que durante os recreios e no período entre o término das aulas e o almoço ficam aos seus próprios cuidados.( Jornal O Setubalense)

terça-feira, 28 de setembro de 2010

O Buraco Que A. Mendonça Não Enxerga ...

 Acompanhando o movimento de subida da Irlanda de 5º para 4º lugar no TOP 10 mundial do risco de default (incumprimento da dívida soberana), Portugal subiu um lugar, estando, agora, muito próximo dos máximos alcançados durante a crise do euro de Abril e maio. Os juros da dívida pública mantêm-se acima de 6,5%. (Expresso)

António Mendonça, persiste, persiste, e insiste -  afirmando que o novo aeroporto de Lisboa, que será construído na zona do Campo de Tiro de Alcochete, e a alta velocidade ferroviária são projectos que devem avançar.

O novo aeroporto é "absolutamente importante e fundamental", afirmou o ministro, referindo que o Governo vai dar indicações sobre o modelo de construção da infraestrutura quando for "oportuno".

Sobre a alta velocidade, quando questionado sobre se é oportuno avançar com o projecto, António Mendonça afirmou: "Sem dúvida".  


É para esta gastaria que querem que paguemos mais impostos ? Alguém compreende que nos peçam sacrifícios e que nos endividemos ainda mais para satisfazer o ego desta gente?
António Mendonça à beira de um enorme buraco e não o enxerga. Quem sofre de uma forte miopia política neste tempo de tantas dificuldades não deve fazer parte de qualquer Governo seja aqui ou na Conchichina.

Alegre O Sonhador ...

 ... Alegre continua fora do tempo, não desce à terra ... continua a sonhar  ...

O candidato a Belém Manuel Alegre disse ontem à RTP que houve um “excesso de dramatização” em torno do Orçamento para que Cavaco Silva apareça como “salvador”.

O Domador ...

Havia um domador, capaz como nenhum outro de dominar uma dezena de leões numa pista de circo. Tal era a sua fama que chegou aos ouvidos do vizir e este, incrédulo, decidiu fazê-lo ir até lá para que demonstrasse a sua arte.
No dia do espectáculo, o domador dirigiu os dez leões na pista com espantosa facilidade. As feras obedeciam a cada uma das suas ordens como cães pastores e o domador mexia-se entre elas com calma.
A seguir ao espectáculo, o vizir, impressionado, chamou o domador e disse:
   - Agora compreendo por que a tua fama se espalhou aos sete ventos. Nunca vi nada igual. Mas, diz-me, como consegues dominar esses animais ferozes dessa maneira?
   - Não é difícil, senhor. Consigo-o tornando-me amigo deles.
De facto, acho que me tornam por um deles e que faço parte do seu bando ... 

É assim que se consegue dominar - aprendam - dizem eles - cuidado, acordem, - não queiram fazer parte do bando.

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Descobrir Vida Inteligente No Espaço Levaria A Uma Crise Religiosa?

A astrofísica, Mazlan Othman, vai ser designada em breve, embaixadora das Nações Unidas para o Universo e estará encarregue de coordenar a resposta da espécie humana no caso de existir uma tentativa de contacto de extraterrestres.
Este novo cargo surge depois de terem sido descobertos um grande número de planetas que orbitam estrelas, o que volta a abrir a hipótese de que os humanos possam a vir a ser contactados por vida extraterrestre inteligente.(Jornal i)

A pergunta existencial acima formulada teve lugar de destaque num encontro sobre extraterrestres na Royal Society londrina, a academia das ciências britânica. Para responder há pela primeira vez uma sondagem: para leigos e religiosos, os principais credos parecem à partida inabaláveis, embora uns mais que outros.

O estudo foi conduzido por Ted Peters, professor de Teologia Sistemática de Berkeley, na Califórnia. Responderam ao inquérito 1325 pessoas de 11 grupos religiosos, que incluíam, entre outros, católicos, protestantes, budistas e judeus. Participaram ainda 205 ateus. Entre os budistas inquiridos, nenhum acredita que o seu sistema religioso venha a ser abalado, embora 40% vejam a emergência de uma crise nas religiões mundiais. Já os católicos, apesar de o Vaticano reconhecer que pode existir vida fora da Terra, são os que prevêem um maior abalo: 22% acreditam que a confirmação oficial de vida extraterrestre afectaria a sua fé.

Em Novembro do ano passado, foi realizada no Vaticano a "Semana de Estudos sobre Astobiologia", organizada pela Pontifícia Academia das Ciências e pelo Observatório Astronómico Vaticano, conhecido por “Specola Vaticana”. O director deste observatório, o jesuíta José Funes, disse que faz “sentido” procurar formas de vida fora do planeta Terra, “apesar de não existirem provas até ao momento”.

É uma discussão interessante. Sabemos que o progresso da Ciência no campo da investigação está constantemente a trazer novas alterações ou a rectificar o conhecimento - que não é estanque nem nunca poderá vir a ser. Também sabemos que a cada novo conceito, ou a cada nova descoberta outras dúvidas e interrogações irão surgir. Há sempre, e estou certa que assim continuará, perguntas sem respostas cujas justificações são muitas vezes atribuídas ao acaso. E é exactamente no 'acaso' que podemos sempre supor ou acreditar sempre numa energia criadora - Não, descobrir vida inteligente não levará a uma crise religiosa.

Parafraseando Sócrates ...

... O que será Mais Justo: Aumentar Impostos Ou Reduzir Despesa ?

Não se vislumbra em Sócrates e no ‘cocktail' de contradições que é o seu plano de governação - que combina grandes obras públicas com aumento de impostos e uma defesa cega e tacticista do Estado social -, a energia reformadora que o país precisa para afastar o fantasma do Fundo Monetário Internacional.

Para um governo barricado e que desperdiça as suas últimas energias num supérfluo combate político, aumentar impostos é sempre mais fácil. A medida é transitória, distribui o mal pelas aldeias e, sobretudo, não atinge interesses instalados. Compreende-se porque Sócrates receia tanto a redução da despesa quanto Astérix e os gauleses temiam que o céu lhes caísse em cima da cabeça

Estas palavras foram ditas por Sócrates, na sua tomada de posse, a 12 de Março de 2005 : o país conhecerá a verdade sobre a situação orçamental - mas essa verdade não será para nós um instrumento de mero combate político mas um passo necessário para apresentarmos ao país e ao Parlamento um programa de acção para enfrentar os problemas orçamentais".

Na altura, a maioria dos portugueses via-o como a solução.
Hoje, tende a olhá-lo como um problema.

Fonte: Miguel Coutinho,DE
Sem dúvida, Sócrates - é o problema.

Esta É A frase

« Só não há Orçamento se o governo não quiser e só haverá eleições antecipadas se o governo as desejar. Esta é a verdade dos factos. Tudo o resto são habilidades e exercícios de cinismo e hipocrisia.
É claro que, como diz o povo, o governo já começou a fazer o mal e a caramunha. Foi o caso da chantagem dos últimos dias. (...) Seria dramático para a Democracia que quem conduziu o país à grave situação em que estamos ainda conseguisse fazer-se de vítima e fugir impunemente às suas responsabilidades.»

Marques Mendes,CM

O Refúgio Do Incompetente


« A agressão é o último refúgio do incompetente.»

Isaac Asimov

domingo, 26 de setembro de 2010

A Economia E A Educação ...

Imagem de granelandia.blogspot.com
Mais de 22 mil computadores Magalhães já foram distribuídos a alunos do 1.º e 2.º anos e a professores do 1.º ciclo do ensino básico, enquanto outros 11 mil serão disponibilizados até ao fim do mês.

Segundo Nuno Crato, Expresso, um grupo de investigadores da Universidade Duke, na Carolina do Norte analisou uma amostra gigantesca de 150 mil estudantes, seguidos durante cinco anos, concluindo que os jovens não melhoram os seus conhecimentos pelo simples uso de computador pessoal.
Mais recentemente, investigadores do Instituto Superior Técnico e da Universidade de Carnegie Mellon estudaram os resultados da introdução de banda larga nas escolas portuguesas. Analisaram mais de 900 escolas entre os anos 2005 e 2009 tendo verificado que as escolas em que mais tinha aumentado o uso da Internet foram aquelas em que os resultados escolares diminuíram. Os resultados são provisórios medem o primeiro efeito, e estão sujeitos a críticas, mas é útil que este tema seja estudado analisado e quantificado com rigor, assim ficamos a conhecer a contribuição desta ideia tão propagandeada pelo Governo para a melhoria na educação.

Grandes nomes da economia e econometria da educação, como Hanushek, D. Checchi, W. Schmidt, estarão em Portugal em Janeiro, será interessante ver os resultados que serão apresentados.Uma das descobertas mais surpreendentes dos modernos estudos sociais quantitativos é a ' não existência de uma relação sistemática nem de relações fortes entre os gastos da escola e o desempenho dos estudantes'- A frase é de Erik Hanushek.

Nota: Pretende-se poupar nas contribuições para os que mais necessitam e esbaja-se apostando num resultado não comprovado - isto é  - para os alunos.

Sócrates Teve De Se Explicar ...

José Sócrates assustou a plateia Fórum Mundial de Líderes, na Universidade de Columbia,  quando se definiu como um político "socialista". Nos EUA, a palavra é sinónimo de comunista, o que criou ruído de fundo entre os alunos da universidade, e José Sócrates teve de "clarificar" que um socialista na Europa "é o que nos Estados Unidos se chama liberal democrata".

Uma Questão De Carácter ...

« Pouco firme é o teu carácter: que ânsia de te meteres em tudo!- Obstinas-te em ser o sal de todos os pratos… e – não te aborreças se te falo claro – tens pouca graça para ser sal; não és capaz de te desfazeres e passares inadvertido à vista, como esse condimento.
Falta-te espírito de sacrifício. E sobeja-te espírito de curiosidade e de exibição.»

Josemaria Escrivá

sábado, 25 de setembro de 2010

A Fuga?

O Governo conseguiu cortar na despesa como ficou acordado com o PSD ? - Não
Quem é responsável pelo aumento da despesa quando tinha prometido que a reduziria? - O Governo
Se para governar é imprescindível haver OE aprovado, a tarefa de arranjar uma proposta que passe na AR a quem cabe ? - Ao Executivo
Se não tem uma maioria tem de negociar com a oposição - até agora só conversou com PC, que há muito avisou que não transigia no aumento dos impostos - pois era exactamente o que Sócrates queria e quer .
Se convida os partidos da oposição para negociar e logo a seguir  insulta como tem feito até agora - é claro que não vai chegar a acordo algum.

Impõe-se perguntar - O PM sente-se incapaz de reverter a situação em que colocou o país? O PM por compromissos e compadrios sente-se incapaz de acabar com certas mordomias e benesses que criou .O PM está a tentar fugir do que só a ele compete executar, desculpando-se com a intransigência da oposição, ao mesmo tempo que insulta aqueles com quem diz querer negociar? O PM está a tentar uma manigância para fugir sem se demitir?

A ' Eternidade da Pedra' ...

A 'eternidade' da pedra sempre exerceu um grande fascínio sobre a consciência humana.
Certas pedras, esculpidas à mão ou não, fazem-nos lembrar eras remotíssimas.

Paulo Alexandre Loução

Reparem nesta escultura muito estranha encontrada na região de Guimarães e hoje aos cuidados da Sociedade Martins Sarmento. Serão vestígios do Ocidente Peninsular como zona periférica da civilização atlante?

" As coisas que os homens conhecem, de maneira nenhuma podem ser comparadas, em quantidade, com as coisas que se desconhecem"

Chuang Tzu

Esta É A frase

« Churchill escreveu um dia que "os homens tropeçam por vezes na verdade, mas a maior parte torna a levantar-se e continua depressa o seu caminho, como se nada tivesse acontecido". Governo e Oposição tanto contornaram a verdade que agora levaram com ela de frente, qual soco em seco no estômago.» (continuar a ler)

Joana Amorim,JN

Uma Direcção e Não Soluções

« A diferença entre solução e direcção é esta: a solução é sempre um remédio passageiro para disfarçar a desgraça. Ao passo que a direcção é a própria dignidade posta nas mãos do desgraçado para que deixe de o ser, e a direcção única é a garantia perpétua dessa dignidade.»

Almada Negreiros

Não precisamos de mais soluções, de mais remendos, de mais placebos, precisamos sim, de um fio condutor de uma política direccionada com um sentido pensado na realidade que somos e tendo em vista o que queremos e podemos vir a ser.

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Aconselhamos A Sócrates ...


E não só.

 O neurologista António Damásio lança esta sexta-feira o seu mais recente trabalho, «O livro da consciência», onde são abordadas as relações entre a mente o cérebro e a consciência.

Dez anos após a publicação de «O Sentimento de Si», o cientista regressa agora com um livro onde explora a relação entre as emoções e a consciência. O autor debruça-se assim num dos mais intrigantes mistérios: saber quem somos.

Alegre Fora Do Tempo ? !

Alegre critica 'alarmismo' sobre a situação económica.

Alegre não lê, não vê, não ouve? Está fora do tempo?
Então e isto?

O risco da dívida portuguesa está a subir a um ritmo vertiginoso, com os juros a subirem mais de oito por cento – o maior crescimento do mundo.

Os credit default swaps associados à dívida portuguesa a cinco anos estão, esta sexta-feira, a subir 8,07 por cento para 437,33 pontos base. Ou seja, para segurar cada 10 milhões de euros de dívida portuguesa a cinco anos, o mercado exige uma compensação de 437,33 mil euros anuais.(A Bola)

E ... mais isto?
O primeiro ministro afirmou hoje que o Governo não poderá continuar em funções se o Orçamento para 2011 for rejeitado. (DN)

Por Teimosia, Irresponsabilidade Ou ... ?

O Governo renova a sua “firme intenção” de avançar com a construção da linha de alta velocidade ferroviária entre Lisboa e Madrid. A garantia foi deixada esta manhã pelo ministro das Obras Públicas, António Mendonça, no Parlamento.

“Porque a situação económica do país se agravou, porque o endividamento do país se agravou e porque a dificuldade de crédito do país também se agravou, pergunto-lhe com toda a franqueza, sr. ministro: acha que daqui a uns meses há condições para lançar um novo concurso para este troço de TGV?”, questionou Portas.
António Mendonça não deu resposta directa a Portas - Sem justificação plausível - não venham depois pedir aumento de impostos - irresponsabilidade.

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Exigências Para Cá E Para Lá E Nós A Afogarmo-nos... Ellô !

(imagem do SOL)




       Ellô ! Cavaco exige diálogo entre PS e PSD.
Ellô! A exigência é nossa. Ou o Sr. PR Cavaco Silva sai da sua 'comodidade e passa para o 'leme'ou dentro de pouco tempo chegamos ou fundo.

Hospital Ortopédico Do Outão Entre Os ...

...  14 Melhores Hospitais Públicos de Excelência Máxima 

A Entidade Reguladora da Saúde (ERS) revelou hoje que 14 serviços de ortopedia de hospitais públicos, privados e do sector social atingiram o nível de excelência máximo no âmbito do Sistema Nacional de Avaliação dos Serviços de Saúde.

Hospital Ortopédico do Outão Setúbal
No nível máximo de excelência (nível III) estão os centros hospitalares do Alto Ave, do Porto, da Póvoa de Varzim/Vila do Conde, Entre Douro e Vouga e de Setúbal, bem como os hospitais da Misericórdia de Vila Verde, Hospital Narciso Ferreira, em Riba de Ave, Hospital Santa Maria Maior, em Barcelos, HPP Boavista e Hospital de S. João, ambos no Porto.

Nota: Comprovadíssimo pelos utentes

Dia Do Mar ...



Amanhã é outro dia, o mar lava a areia. A esperança poderá vir de um Governo de SN. Mas, que vamos amargar - vamos.

Ideias: O Chapéu ... Vai Para António Costa

O presidente da Câmara de Lisboa quer cobrar taxas aos estrangeiros que tenham a infeliz ideia de entrar em Lisboa e o desaforo de dormir num hotel da capital.


A ideia é simplesmente brilhante e deve ser alargada a todo este cantinho. Pode dar muitos milhões e engordar ainda mais a querida administração local. Sim, porque para cobrar as tais taxas é preciso ter um eficiente serviço de fronteiras no aeroporto, nas estações de comboio e nas gares marítimas.
Resta um pequeno problema que o sagaz socialista vai resolver com certeza. Os malandros que entrarem na capital de automóvel, autocarro, moto ou bicicleta e durmam ao relento . Como se vê, este desgraçado País não é miserável por falta de idiotas. Costas como o de Lisboa é o que não falta por aí. Há muitos, como os chapéus.

Fonte:AntónioR.Ferreira,CM

Um Oceano De Homens Ainda Nus Ainda Deslumbrados

Um oceano de músculos verdes
Um ídolo de muitos braços como um polvo
Caos incorruptível que irrompe
E tumulto ordenado.
Bailarino contorcido
Em redor dos navios esticados
Atravessamos fileiras de cavalos
Que sacudiam as crinas nos alísios
O mar tomou-se de repente muito novo e muito antigo
Para mostrar as praias
E um povo
De homens recém-criados ainda cor de barro
Ainda nus ainda deslumbrados

Sophia de Mello Breyner Andresen

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Espécies Exóticas Invadem O Nosso Mar

O caranguejo-chinês é nativo do Oceano Pacífico, mas pode ser encontrado também em Portugal, nos estuários do rio Tejo e do rio Minho. Considerado uma das 100 piores espécies invasoras a nível mundial, este crustáceo é um exemplo dos organismos que estão a invadir a costa portuguesa.

As espécies invasoras são altamente resistentes, reproduzem-se rapidamente e têm uma capacidade de adaptação ambiental e alimentar elevada. Por isso, quando introduzidas num novo local, competem com os organismos já existentes pelos habitats e pelos alimentos. Esta “invasão” das espécies não-nativas tem como possível consequência a perda de biodiversidade.

Caranguejo-azul
Mas, qual o motivo por que espécies como a amêijoa-asiática, o caranguejo-azul, o caranguejo-chinês ou a caulerpa (alga) estão a ser registadas em Portugal?

 Existem diferentes explicações. Maria José Costa, coordenadora da investigação, recorda uma pouco habitual: “A caulerpa, por exemplo, pensa-se que tenha escapado do Oceanário do Mónaco.” Esta alga, que é considerada uma calamidade, está referenciada na Costa Algarvia. No entanto, segundo a também directora do IO, “as águas de lastro dos navios são a principal causa” da introdução. “Nas águas transportadas por navios vêm larvas, que depois podem encontrar as condições necessárias que permitam a sua proliferação nas nossas águas”, refere António Fernandes. Outras das causas desta “invasão” são a aquacultura e pescas, a aquariofilia, a navegação de recreio e a construção de canais.

Estas espécies representam um perigo para a diversidade marinha, mas a nível económico podem ter aspectos positivos, como a comercialização. Maria José costa refere que “o caranguejo-azul é óptimo para comer”. No entanto, as consequências para a biodiversidade são nefastas: o caranguejo-azul é omnívoro e alimenta-se de bivalves, anelídeos e peixes. Nos Estados-Unidos, apesar do seu valor económico, é considerado uma praga.
Fonte: Público

Esta É A frase

«Por aqui vivemos a loucura de fazer porque se tem de fazer, tudo em grande, o maior do mundo, porque há dinheiro da Europa. Como naquela tirada dos livros do Asterix em que alguém dizia que era preciso fazer um aqueduto. "Mas não temos rio!", reagia quem era sensato. E a resposta pronta: "Isso não interessa, porque o aqueduto é que é romano." Por cá não fazemos aquedutos mas fazemos "investimento público", não interessa qual, o quê ou para quem, o importante é gastar. Não por Roma mas por causa de Bruxelas, para gastar o dinheiro dos fundos.»

Helena Garrido JNegócio (ler)

Solidão Política ?! Mal Estar Na Bancada Do PSD ...

... Retarda a assinatura do projecto de Revisão Constitucional.

Entre os não-subscritores, contam-se pesos pesados da vida partidária, como a anterior presidente, Manuela Ferreira Leite, o antigo chefe do Governo regional dos Açores e presidente da Assembleia da República, Mota Amaral, e o constitucionalista Paulo Mota Pinto.

Outros nomes são os de Montalvão Machado, José Eduardo Martins, José Luís Arnaut, Pacheco Pereira e Luís Rodrigues, Hugo Velosa, Correia de Jesus e Vânia Jesus, António Preto, Arménio Santos, Carlos Gonçalves, Clara Carneiro, Couto dos Santos, Helena Lopes da Costa, João Prata, Joaquim Ponte, Sérgio Vieira e a independente Maria José Nogueira Pinto.( Continuar a ler)

«Quem por desespero ou desafio parte por este carninho (Solidão), por norma, não chegará muito longe.»
Freud

É ... A Noite



O sol das Descobertas sumiu-se, no poente;
o canto heróico e aceso entardeceu; é mística e
nublosa canção, esparsa no crepúsculo; e a primeira
estrela brilha, através do seu ritmo sombrio ...

Marmóreas nuvens, cheias de Outono,
recordam aladas perspectivas dum mundo
que se esboça ...

Pressentimentos, figuras, aparições, desenham
no ar, as suas formas incendidas ...
As árvores, falam, no ermo, e a noite parece
ouvir as árvores ... Extáticos vultos montanhosos
esculpem a face da distância, marejada de estrelas.
Há rastos de almas na paisagem ... 

Teixeira de Pascoaes

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Dar E Receber É Só Para Alguns ...

Numa pesquisa, foi pedido aos trabalhadores que avaliassem a quantidade de esforços feitos e a quantidade de recompensas que recebem pelo seu trabalho. Então, foi calculada essa relação. Se ela ultrapassar um certo patamar, o profissional era classificado como alguém que está stressado no trabalho
Esta conclusão é baseada em evidências de um princípio humano universal, a equivalência do "dar" e "receber", que é violada no caso de um esforço elevado e uma recompensa baixa.

Não não é o caso que se segue - de todo. Por cá em determinados meios - restritos,- claro, - a recompensa é sempre a adequada ao esforço, sejam suspeitos de ... ou não. Não há stress, aje-se sempre como se fosse a coisa mais natural do mundo.

O ex-administrador e vice presidente do BCP Armando Vara disse hoje à Lusa que assumiu o cargo de presidente do conselho de administração da cimenteira Camargo Corrêa para África.

Agravamento Agravamento Agravamento E... Sócrates? Discursa

Agravamento no segmento do consumo que registou no que respeita às dívidas aos bancos, uma subida de 73 milhões de euros de Junho para Julho, revela o Boletim Estatístico de Setembro do Banco de Portugal.

Agravamento no valor do malparado no consumo privado atingiu em Julho 1,2 mil milhões de euros, 7,86 por cento do total dos financiamentos. Segundo o regulador, é um valor nunca visto no historial estatístico da instituição.
Agravamento no sector dos empréstimos para habitação, com o malparado a subir 21 milhões de e
Agravamento no incumprimento no crédito para outros fins subiu 9 milhões, situando-se em 912 milhões de euros.
No total, as famílias portuguesas devem quase 4.091 mil milhões de euros.
Agravamento das dívidas acumuladas das empresas em comparação com Julho do ano passado, as dívidas  cresceram mais de 27 por cento, de acordo com os dados divulgados pelo Banco de Portugal.
A concessão de crédito às empresas está quase estagnada.


Almerindo Marques, disse que a EP já comunicou, por escrito, ao Ministério das Finanças que vai ultrapassar o limite definido pelo Executivo.
"A EP não tem condições" para cumprir a meta para o crescimento do endividamento definida pelo Governo, disse Almerindo Marques, explicando que a empresa "não está a fazer endividamento superior ao previsto com base em investimentos decididos agora", mas sim a "fazer pagamento de investimentos decididos no ano passado".


Entretanto o PM anda muito atarefado e tão preocupado que parte quinta feira para Nova Iorque, onde irá discursar. Na agenda - a divulgação da experiência nacional nas áreas da "energia e políticas de crescimento" e a candidatura de Portugal ao Conselho de Segurança das Nações Unidas .

Cortes E Poupança É Só Para Alguns ...

Cerca de 14 mil instituições recebem dinheiro do Orçamento do Estado, de acordo com as contas do economista José Cantiga Esteves, que defendeu ser preciso dar sinais de que a situação é séria.

"Existem cerca de 14 mil instituições que estão no orçamento do Estado. 13.740 entidades que recebem dinheiros públicos", afirmou o economista, explicando que segundo os seus cálculos existem no perímetro do orçamento 356 institutos públicos e 639 fundações.

Estou comovida com a justeza social deste Governo!. 
Estou comovida pelo modo como os simpatizantes deste Governo fazem tantos sacrifícios mas continuam por amor a apoiar o seu líder!...

Se De Noite Chorares Por ...

«Se de noite chorares por teres perdido o sol, as lágrimas não te deixarão ver as estrelas.»

Tagore 

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Sr. Contente Diga À Gente Com Vai Este País ...

Depois de ter fechado as contas de 2009 com um défice orçamental recorde de 9,3%, Portugal compromete-se a reduzir o seu défice para 7,3% este ano. Em 2011, a meta foi fixada em 4,6% e para 2012 o objectivo é de 2,8%

Embora, ainda hoje, os juros das obrigações portuguesas terem atingido um novo recorde desde 1997, altura antes da entrada em vigor do euro. Uma evolução que demonstra receios por parte dos investidores em relação à capacidade do Governo em cumprir com as metas de consolidação orçamental, tal como se propôs.

A despesa corrente primária cresceu 4,8%, até Agosto, uma rubrica que exclui os juros. Já o défice do subsector Estado aumentou 5,1%, acelerando o ritmo de deterioração das contas públicas. As despesas aumentaram 2,7%, tal como o esperado, enquanto as receitas subiram 1,8%.(JNegócios)

E assim vai o país que todos os meses se compromete a - alguma coisa - o difícil é cumprir.

Arqueologia - Escavações Na Igreja do Espírito Santo Revelam Achados ...


Em Alcácer Do Sal


Numa área de apenas 220 metros quadrados foi descoberto um manancial de vestígios que abarca 26 séculos e dá a conhecer o que era a vida nesta cidade desde a Idade do Ferro, passando pelos períodos romano e muçulmano, até ao século XIX.


Os primeiros níveis detectaram cerca de 60 enterramentos, do século XV/XVI ao século XIX e materiais associados ao culto dos mortos. A análise antropológica das ossadas permite também conhecer doenças, alimentação e outros hábitos. Ao baixar o nível do terreno, os arqueólogos identificaram três graus de ocupação humana, presumivelmente entre o séc. III/IV a.C. e o séc. X/XI d.C., compostos por estruturas correspondentes a pequenas habitações e um nível de lixeira de um possível forno de produção de cerâmicas, havendo uma preponderância de vestígios romanos.
Entre os achados, destaque para fragmentos de cerâmica (nomeadamente importada) e algumas peças inteiras; restos de comida, que revelam não só o tipo de culturas agrícolas, como a alimentação praticada na época; e um dolium (enorme contentor para colocar cereais) datado da época romana.


Há dois anos que a Igreja do Espírito Santo acolhe as escavações, sempre de porta aberta para receber turistas ou simples curiosos interessados por arqueologia.

Os Tolos E Os Sábios

Uma vez, havia uma árvore gigante na floresta. Muitos pássaros moravam nesta árvore. O pássaro mais velho era muito sábio. Por isso, era o chefe dos outros pássaros.
Um dia, o pássaro chefe viu dois galhos se esfregando. O pó da madeira estava a cair no chão. O pássaro chefe percebeu que uma fumaça estava a sair dos galhos. Ele pensou:
— Está a começar um incêndio que pode queimar toda a floresta!
Então, chamou todos os pássaros que moravam na árvore gigante para uma reunião. E disse:
— Meus amigos, a árvore onde estamos morando está a começar a pegar fogo. Este fogo pode destruir toda a floresta. Ficar aqui é perigoso. Vamos embora desta floresta!
Os pássaros mais inteligentes concordaram com ele e voaram para outra floresta. Mas os pássaros que não eram inteligentes disseram:
— O pássaro chefe tem muito medo! Ele imagina que existem jacarés até mesmo numa gota d'água! Por que devemos deixar as nossas casas confortáveis, que sempre foram seguras? Vamos deixar os pássaros medrosos irem embora. Nós seremos corajosos e ficaremos na nossa árvore!
Passado pouco tempo, os galhos que estavam se esfregando fizeram faíscas que caíram nas folhas secas no chão. As faíscas transformaram-se em chamas de fogo que cresceram e cresceram. Então, a árvore gigante pegou fogo!
Os pássaros mais inteligentes, que tinham fugido para outra floresta, estavam seguros. Mas os pássaros tolos, que ficaram na árvore gigante, acabaram perdendo a sua casa.

domingo, 19 de setembro de 2010

Esta É A frase

« Por muito que isso passe ao lado da consciência dos governantes (estes ou outros quaisquer), o Estado social não é uma generosa benesse oferecida aos cidadãos. Ele é sustentado pelos dinheiros que os cidadãos confiam aos governos. É um lastimável excesso de fanfarronice dizer o que se tem dito da boca para fora, ao mesmo tempo que se encerram urgências hospitalares, se fecham maternidades e escolas, se distribuem subsídios em troca de votos, se contratam trabalhadores a meios-dias para as escolas, se aumenta a dívida pública e se inventam parcerias com… privados. »

António Freitas Cruz, JN

Não. Não É Na AR Que Se Passa É Na Praça Pública

É pratica corrente - propostas, análises e recados entre partidos políticos - serem em primeiro lugar processados na praça pública, só posteriormente baixam à AR. Foi uma inovação trazida pelos últimos Governos socialistas. A comunicação social passou a ser a via por excelência das transacções políticas. Os graves problemas do país são tratados como um jogo com vários árbitros.
Enquanto os problemas que atravessamos assim forem tratados dificilmente sairemos do atoleiro em que nos mergulharam.

Ao PR que tem informação privilegiada, e, como garante e vigilante do regular funcionamento das instituições, caberia uma palavra aos portugueses sobre o estado do país, não deixando que uns, continuem enganados e outros cada vez mais descrentes das instituições deste país.

O PM  tem a obrigação de por de lado o alheamento em que se encontra e encarar de frente as soluções para os problemas que atravessamos, tem a obrigação de repensar o caminho que nos atira para o abismo e procurar consensos para ultrapassar esta difícil situação ou então escolher o outro caminho - a demissão.

A Aceleração Da Sociedade

O ritmo de vida deve ser considerado mais do que uma frase feita, uma fonte de anedotas, suspiros, queixas ou estimativas étnicas. É uma variável psicológica de importância capital que tem sido quase ignorada.

Em passadas eras de mudança lenta na sociedade exterior, os homens não tiveram consciência desta variável; durante uma vida inteira o ritmo de vida mudava pouco. O impulso acelerativo, porém, modifica de modo drástico tal estado de coisas, pois é precisamente através de uma aceleração do ritmo de vida que a velocidade aumenta da mudança científica, tecnológica e social se faz sentir na  existência do indivíduo.

Uma grande parte do comportamento humano é motivada pela atracção ou pelo antagonismo que o indivíduo sente o ritmo de vida que lhe é imposto pela sociedade ou pelo grupo a que pertence.A falta de compreensão deste princípio deriva da perigosa incapacidade da instrução e da psicologia para preparar gente para o desempenho de papéis frutuosos numa sociedade superindustrial.

Alvin Toffler

sábado, 18 de setembro de 2010

Investigador Da Universidade Do Porto Recebe Prémio Internacional

O astrónomo Nuno Cardoso Santos, investigador do Centro de Astrofísica da Universidade do Porto (CAUP), recebeu ontem, na Arménia, o prémio internacional Viktor Ambartsumian.


O prémio - partilhado com os seus colegas Michel Mayor (Universidade de Genebra) e Garik Israelian (Instituto de Astrofísica das Canárias) - foi atribuído pelo trabalho no estudo das estrelas que têm planetas em órbita e que fornecem indícios essenciais para a compreensão dos processos de formação planetária.
O Prémio Viktor Ambartsumian é atribuído de dois em dois anos e distingue investigadores, de qualquer país, por excepcionais contributos para a Ciência.

Lusa

A Injustiça Facilitadora Das Novas Oportunidades

Por mais que insistisse não conseguia passar. No ano passado, arranjou a solução ideal para contornar o problema. Inscreveu-se num Centro de Novas Oportunidades, frequentou dois módulos e em meses conseguiu equivalência ao 12º ano. Acabou de entrar na Faculdade. É oficialmente, segundo as listas do Ministério Do Ensino Superior, o aluno com a mais alta nota de candidatura do país : 20 valores. Esta nota corresponde ao único exame que fez - Inglês - em que obteve 20, foi-lhe atribuída 'administrativamente' essa nota como média de curso,estão dispensados dos outros exames - a lei permite-o.
O jovem Tomás Barcelos, de 23 anos sente que beneficiou de uma injustiça, embora reconheça que para ele foi óptimo.
Então e os outros?- Que passam anos a esforçar-se para ter boas médias ?
Esta história está longe de ser única.
Luís Capucha, presidente da Agência Nacional para a Qualificação e também responsável pelos programas NO, afirma: "não faz sentido aferir a dificuldade se ingresso pelo número de exames exigidos" aos estudantes.- Que tal, não acham uma resposta lógica ? - É assim que vai a Educação neste país.

Nota: Com as NO, uma pessoa que tem o 7º ano pode fazer o 9º em 6 meses e a seguir, em ano e meio, consegue tirar o 12º, pode assim ter a possibilidade de tirar o lugar às pessoas que se esforçaram e frequentaram o ensino regular.

Fonte: Expresso

Vontade Para Combater A Corrupção É Inexistente TIAC

TIAC é a recém criada Transparência e Integridade- Associação Cívica, o seu presidente afirma que a vontade de combater a corrupção é inexistente.(ler)

Pois está claro - como não. Pode ser que um dia possamos tomar conhecimento de tudo o que foi escondido e manipulado, para não dizer uma outra coisa, das consequências dos desmandos não nos livramos, vamos pagar - estamos já a começar a pagar.

Uma Névoa Flutua Sobre A Realidade


«Uma pardacenta ilusão submerge toda a cidade - e com espanto se encontra numa taverna, quem julgara penetrar num templo. Ora para a maioria dos espíritos uma névoa igual flutua sobre as realidades da Vida e do Mundo. Daí vem que quase todos os seus passos são transvios, quase todos os seus juízos são enganos; e estes constantemente estão trocando o templo e a taverna. Raras são as visões intelectuais bastante agudas e poderosas para romper através da neblina e surpreender as linhas exactas, o verdadeiro contorno da realidade.»

Eça de Queirós

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Parar E Não Cair Mais Na Esparrela

Passos Coelho revelou grande ingenuidade. Não percebeu com que tipo de gente tinha de lidar quando se relacionava com o Governo.A entourage de José Sócrates é hoje constituida por alguns indivíduos que fazem o que for preciso para atingir os fins estabelecidos.Para essas pessoas, a acção política não tem freios: o objectivo é liquidar quem se oponha ao PS e ao Governo, seja por que meios for.

Num ápice e sem contemplações, os homens de Sócrates transformaram Passos Coelho no mau da fita.A acusação tem requintes de malvadez, porque Sócrates já sabe que muitas propostas que PC faz podem ser inevitáveis.

O estado social que temos é insustentável.Os actuais gastos com a Saúde são impossíveis de manter, as empresas asfixiam com os enormes encargos, a economia definha , os impostos sobem e cresce a dívida externa.

Trata-se de uma 'espiral infernal' que é preciso romper. Sócrates sabe isto muito bem. Mas, agora o que importa é atacar Passos Coelho.Uma vez arrumado, logo se verá.O staff do primeiro-ministro conseguiu habilidosamente levar a cabo uma espécie de 'trocas de papéis' entre Sócrates e Passos.

PC não percebeu, caindo na esparrela de começar a falar demais.Se o PSD quer ter ainda alguma esperança de ser Governo num horizonte razoável, o melhor é esperar que a realidade faça o seu trabalho. Só a realidade pode vencer um poder que se especializou no golpe baixo, que não olha a meios para atingir os fins. Só a realidade pode vencer a clique que se instalou no poder à volta do primeiro-ministro.

Fonte: José António Saraiva,SOL

O facto é que PC foi ingénuo, falou demais, disse o que devia e o que não esperaríamos ouvir depois de ter criticado as posições assumidas pelo seu partido na legislatura anterior para hoje seguir um caminho semelhante.
Se falasse menos e tivesse maior firmeza nas suas opiniões talvez tivesse mais a ganhar. Só não sei, se nós, que fazemos parte deste povo também ganharíamos com isso. Enfim, talvez pelo menos talvez houvesse a possibilidade de acabar com o farrobodó que é este Governo.

Devolver À Escola A Função Primordial

« Mas o que Isabel Alçada conseguiu com esta mensagem [vídeo] surrealista foi apenas ridicularizar a figura institucional de ministra da Educação (...) No afã de ser pedagógica e ter graça, Isabel Alçada apenas conseguiu transformar a escola portuguesa numa anedota.»

Pedro Ivo Carvalho, JN

Esta é a opinião na qual publicamente este Governo transformou uma Escola que embora não perfeita era credível . Não sei quanto tempo irá decorrer até voltarmos ao rigor, disciplina, competência e apoio total aos alunos que não tendo possibilidades monetárias demonstrem real vontade de se valorizar e progredir na vida . De uma vez por todas deixem de infantilizar os nossos jovens. A Escola é um local de trabalho em que é preciso respeitar direitos e deveres - tal como na vida. 

Travagem Do TGV Mas Não A Fundo

Foi anulado o Concurso para o troço Lisboa Poceirão e a terceira travessia do Tejo . Já a construção do troço entre Poceirão e o Caia, junto à fronteira com Espanha, mantém-se. O contrato com a empresa Soares e Costa foi assinado em Maio.

A justificação é a que há muito foi preconizada por todos com excepção do Governo que vive noutra galáxia.

A decisão foi fundamentada com "a significativa e progressiva degradação da conjuntura económica e financeira" que o país atravessa já após a data do lançamento do concurso.

As "dificuldades acrescidas na obtenção de fundos pela iniciativa privada e no agravamento do custo associado à obtenção do próprio financiamento", são outros dos motivos apontados pelos Ministérios de Teixeira dos Santos e de António Mendonça para anular o arranque das obras.

Recordando que este concurso "necessita de uma grande parcela de financiamento privado e em concreto da banca comercial", os governantes afirmam que o "aumento dos custos de financiamento implicaria um agravamento das condições das propostas dos concorrentes para além dos limites admitidos pelas norma que regulam o procedimento concursal".

Agora parece que ficamos com meio TGV - A viagem irá começar no Poceirão - será que vão fundar um empresa de transportes a caminho do Poceirão?

Eu Me Ausento De Ti, Meu Pátrio Sado

Eu me ausento de ti, meu pátrio Sado,
Mansa corrente deleitos, amena,
Em cuja praia o nome de Filena
Mil vezes tenho escrito, e mil beijado;

Nunca mais me verás entre o meu gado
Soprando a namorada e branda avena,
A cujo som descias mais serena,
Mais vagarosa para o mar salgado;

Devo enfim manejar por lei da sorte
Cajados não, mortíferos alfanges
Nos campos do colérico Mavorte;

E talvez entre impávidas falanges
Testemunhas farei da minha morte
Remotas margens, que humedece o Ganges.

Bocage
Nota: Imagem de João Palmela

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Cumprir? Acreditar? Vai Uma Apostinha?





O ministro da Presidência, Pedro Silva Pereira, garantiu hoje que o governo vai cumprir as "metas orçamentais."


O governo admitiu hoje já ter emitido 90% da dívida pública mas garante que vai cumprir os limites estabelecidos.
O ministro acredita que o Orçamento do Estado para 2011 vai ser aprovado.

No que toca à redução da dívida, Silva Pereira considerou mesmo “um absurdo”.
 O que aconteceu ontem, sublinhou Silva Pereira, foi uma emissão de dívida para aproveitar "as oportunidades de liquidez do mercado financeiro". Ontem a emissão de 750 milhões de euros teve um dos custos mais elevados de sempre, com a subida contínua dos juros nas últimas semanas.
Aproveitar Oportunidades?

Esta É A Frase

« Passos Coelho e o PSD não têm, de facto, qualquer necessidade de acabar com o Estado Social, já que um passarinho anunciou ontem à ministra Canavilhas (e ela, alvoroçadamente, foi logo contar tudo a jornais e televisões) "o colapso iminente do Estado social".
Seria para Passos Coelho trabalho inútil tentar empurrar o Estado Social para fora da Constituição. Bastar-lhe-á esperar que ele "colapse iminentemente" e, depois, apanhar os salvados e vendê-los a quem der mais.»

Manuel Pina, JN

O Líder

«Um exército de ovelhas liderado por um leão derrotaria um exército de leões liderado por uma ovelha.»

Provérbio Árabe 

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

O Rato De Biblioteca Isabel Alçada e ...

Não, não há qualquer confusão possível entre o tom de voz e o modo simplista e maternal utilizado pela Srª Ministra da Educação na mensagem dirigida aos alunos, pais e professores e o vídeo que se segue.
.

Se não se apercebeu da mensagem, pode vê-la agora, embora pareça ser direccionada só para classes infantis.

Perseguir Alegremente O Caminho Para O FMI


No ano passado o Ministério da Saúde anunciou que os medicamentos genéricos para as populações mais carenciadas seriam comparticipados a 100 por cento. Um ano depois, a ministra Ana Jorge admitiu que esta medida “para responder à crise” acarretou “abusos muito grandes” que fizeram a despesa derrapar de um orçamento de 40 milhões para 100 milhões de euros.
Portanto, há aqui uma margem grande, acima do dobro. É nesta área que a Inspecção-Geral da Saúde está a investigar. Precisamos de resultados para reflectir as consequências e tomar uma decisão”, afirmou Ana Jorge, em entrevista ao “Diário de Notícias.

Legislação em catadupa sem estudo prévio e avaliação das consequências, (neste ponto o Governo é 'mestre')- é no que dá. Mas, é claro que o que é grátis acaba por estar sujeito a abuso e desperdício. A reflexão sobre as consequências devem ser avaliadas antes e só depois decidir. A continuar assim estão a perseguir alegremente o caminho do FMI.

Demorou Três Meses Para Chegar Ao Óbvio


Depois de ter deixado criar a ideia de que queria utilizar a Constituição para flexibilizar o mercado de trabalho, o PSD apresenta um projecto em que quase ultrapassa a actual lei pela esquerda.

Do conceito jurídico muito indeterminado que é a ‘razão atendível’ para despedir, o PSD vê-se obrigado a evoluir para a "razão legalmente atendível" e, pasme-se, remete para a Carta dos Direitos Fundamentais da União Europeia. Este documento é claro: "Todos os trabalhadores têm direito a protecção contra os despedimentos sem justa causa".

O PSD demorou três meses a chegar ao óbvio: não precisava mexer na Constituição para flexibilizar o mercado de trabalho, bastava-lhe rever as leis laborais, sobretudo se tivesse maioria absoluta, em sede de concertação social.

Fonte:Eduardo Dâmaso,CM

Dia De Bocage E Da Cidade De Setúbal


Foi no dia 15 de Setembro de 1765, às três horas da tarde na cidade de Setúbal que nasceu aquele que viria a ser o grande poeta, o "vate" por excelência. Manuel Maria Barbosa du Bocage. "Elmano Sadino", foi um dos maiores representantes do arcadismo lusitano, ao fugir dos exageros barrocos e preferir a valorização das coisas quotidianas, focalizadas pela razão. De temperamento avesso a uma conturbada permanência; - era mordaz, senão mesmo 'venenoso', nas suas diatribes com os outros confrades que não lhe 'caiam em graça'. Bocage foi vítima de sua própria fama e dos preconceitos que despertou, passando a vida a ser perseguido pela censura de um país de aristocracia decadente, aliada a um clero corrupto. Muitos versos oram cortados, outros ostensivamente alterados. Num dos seus versos, o poeta mostra o seu anseio desesperado: " Liberdade, onde estás? Quem te demora?"

Fontes: Manuel Vieira e outras

Nota: Hoje Setúbal celebra dia de Bocage e da cidade.

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Reinventar A 'Tecnologia Da Gestão'

Gary Hamel pertencia à "shortlist" dos melhores teorizadores de estratégia e gestão do mundo antes deste livro - "The Future of Management", hoje é hoje professor da reputada London Business School .

O livro começa precisamente por dizer que a gestão actual está ultrapassada e que não serve para o futuro. O autor estabelece que, depois de anos a optimizar a eficiência operacional, as empresas devem agora centrar-se na eficiência estratégica, cujo impacto é importante para o presente e determinante para o futuro.
O livro está organizado em quatro partes, que explicam a razão e acção da Gestão da Inovação e exploram a imaginação e construção de um futuro sustentável reinventado por gestores que apostam na mudança disruptiva do modelo.

Hamel assegura que a "tecnologia da gestão" será reinventada e que esta é a oportunidade de ser magnânima: o modelo do século 21 estará assente em honra, iniciativa, criatividade e paixão.

Fonte: Pedro Barbosa,JNegócios


Confusão Sobre Decisões Do Ecofine ...

... Diz Cavaco

O Presidente da República considerou hoje, terça-feira, que existe uma "grandessíssima confusão" sobre as últimas decisões do Ecofin, sublinhando que apenas foi inventado "um nome pomposo" e dada uma nova roupagem àquilo que já estava previsto.

Em jeito de conselho, Cavaco Silva disse que seria bom que se lesse em primeiro lugar o Tratado de funcionamento da União Europeia, concretamente o capítulo que trata da política económica e monetária. (ler)

A Oportunidade De Ter Um Diploma ...


José Sócrates voltou a mencionar a necessidade de atrair novos públicos para as instituições de Ensino Superior e defendeu hoje que está determinado em acabar com o maior défice da sua geração, a formação académica . Mas, é claro, que não se acaba com o défice na educação porque sua Ex.ª determina, a não ser que utilizem o método fictício aplicado no básico e secundário cujos objectivos são meramente estatísticos.

Sócrates acrescentou ainda - Sou de uma geração que teve um problema de falta de formação. Eu, apesar de tudo, tive essa oportunidade, mas esse foi sem dúvida o maior défice que tivemos de enfrentar" - Pois, e que oportunidade! - Não é para todos poder fazer exames ao domingo ou por correspondência.

Ter um diploma só por ter não traz qualquer benefício ao país, seria melhor preocuparem-se com a realização e aptidão vocacional dos jovens de modo a sentirem-se úteis à sociedade.

Lucidez E Ignorância

«Possivelmente não é sem razão que atribuímos à ingenuidade e ignorância a facilidade de crer e de se deixar persuadir: pois parece-me haver aprendido outrora que a crença era como uma impressão que se fazia na nossa alma; e, na medida em que esta se encontrava mais mole e com menor resistência, era mais fácil imprimir-lhe algo. Assim como, necessariamente, os pesos que nele colocamos fazem pender o prato da balança, assim a evidência arrasta a mente (Cícero). Quanto mais vazia e sem contrapeso está a alma, mais facilmente ela cede sob a carga da primeira persuasão

Michel de Montaigne

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Asfixia Fiscal ...


O português experimentou e ... parece que gostou ...

Há meia dúzia de anos o português cultivava uma especial predilecção pela fuga aos impostos. O impulso libertário deu, porém, lugar a uma pulsão masoquista: o português experimentou a asfixia fiscal e, pelo silêncio comprometido, tudo indica que gostou. (...)

Talvez, na ausência de Freud, a herança salazarista explique um país pacificado com o facto de a despesa galopante e muitas vezes ineficiente do Estado ser financiada por uma classe média cada vez menos remediada.(...)

Tirando estes pormenores irrelevantes e até um pouco maçadores, parece que as altas instâncias da política portuguesa estão preocupadas com as consequências irreversíveis de uma eventual notícia na primeira página do Financial Times, dando conta da falta de acordo sobre o Orçamento neste desabonado cantinho. O que será, então, melhor: um novo orçamento assente num aumento de impostos ou uma notícia na língua de Shakespeare impressa em cor de salmão? Suspeito que no melhor estilo indígena vamos manter as aparências.( Miguel Coutinho,D.
Económico).

A fuga ao fisco continua e continuará. Quanto mais sobem os impostos, mais refinados se tornam os métodos de fuga (exceptuando aqueles que de todo não podem fugir).
Quem passa recibo? - uma minoria - a economia paralela atingiu já os 20%.
Apesar de tudo isto, paira um conformismo que surpreende.

C'est La Vie ...

Nota : Imagem do SOL