terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

É Carnaval


Ritmos soltos tudo é festa
povo dissoluto na rua grato
tempo de desfrutes e exageros
de vidas emprestadas através
celebração infinita dos corpos
suados das mascaras usadas
disfarçando a verdadeira identidade
fortalecida na felicidade do folião
solitário saudando a passagem
de mais um bloco imaginário
na avenida do amor...

Miguel A M 


Esta É A Frase

«Em Portugal, foi sempre melhor ser estrangeiro. Durante o PREC de 1975, os interesses dos estrangeiros foram os únicos geralmente salvaguardados nas nacionalizações, ao contrário, aliás, do que era então costume nas revoluções. Agora, em processo de decadência económica, desenvolvemos este regime fiscal que trata os residentes habituais como enteados e os outros como filhos. Dr. António Costa, nós também gostávamos de ser suecos.»

Rui Ramos, OBSR 

O Impossível Baseia-se No Possível

O mistério nem sempre cresce no desconhecido, porque o desconhecido é muitas vezes só isso: pode crescer no conhecido, quando é o seu terrível espanto. O impossível nem sempre nasce do que se não tem, porque o milagre do futuro se acredita: o impossível quase sempre nasce do que se tem, porque se tem e se espera ainda...

Vergílio Ferreira  

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Moral Mais Que Política

De:João Gonçalves
O presidente da Assembleia, mais do que presidir-lhe ou emular uma verdadeira segunda figura do Estado, intervém timoratamente (até onde os chefes de cada uma dessas bancadas permitem) quase sempre para sustentar a maioria circunstancial lá formada em Dezembro de 2015. Sem a menor noção da gravidade do que afirma, o senhor Segunda Figura até insta a oposição a "adaptar-se" às "novas regras democráticas" do Parlamento. Podia ser o venezuelano, por exemplo. Mas não. É mesmo ao de São Bento que alude.

Já o aríete da maioria, e primeiro-ministro, é sempre mais rude e brutal. Nunca esconde o desprezo que nutre pela oposição, seja pelas insinuações torpes que aprecia lançar sobre ela e o passado político recente (aliás, o presente e a Situação alicerçam-se exclusivamente contra esse passado), seja pela produção de "factos" preparados pela "agitprop" para impressionar a sua Esquerda e os mais simplórios de espírito. Conta sempre com a ajuda dos seus parceiros engolidores de sapos vivos, bem como a da generalidade dos órgãos de comunicação social. Alguns destes, se for preciso, recorrem a "notícias" requentadas para as apresentar a título de novidade escabrosa.

No topo deste festim pouco democrático, paira o presidente da República, que circula com idêntica leveza entre o Pátio dos Bichos de Belém e os estúdios de televisão para avalizar este brilhante estado das coisas e das pessoas. (ler artigo completo)

Notícias Soltas ...

Óscares 2017


A lista completa dos vencedores:

Melhor filme: Moonlight
Melhor Ator: casey Affleck, Manchester by the Sea
Melhor Atriz: Emma Stone, La La Land
Melhor Ator Secundário: Mahershala Ali, Moonlight
Melhor Atriz Secundária: Viola Davis, Vedações
Melhor filme de animação: Zootropolis
Melhor fotografia: La La Land
Melhor guarda-roupa: Monstros Fantásticos e Onde Encontrá-los
Melhor realização: Damien Chazelle, La La Land
Melhor Documentário: O.J.: Made in America
Melhor curta-metragem documentário: Os Capacetes Brancos
Melhor Montagem: O Herói de Hacksaw Ridge
Melhor Filme de Língua Estrangeira: O Vendedor, de Asghar Farhadi
Melhor Caracterização: Esquadrão Suicida
Melhor Banda Sonora: La La Land
Melhor canção original: City of Stars, La La Land
Melhor Direção Artística: La La Land
Melhor curta-metragem de animação: Piper
Melhor curta-metragem: Sing
Melhor Montagem de Som: Arrival - O Primeiro Encontro
Melhor sonoplastia: O Herói de Hacksaw Ridge
Melhores Efeitos Especiais: O Livro da Selva
Melhor argumento adaptado: Moonlight
Melhor argumento: Manchester by the Sea
Seis óscares para La La Land, três para Moonlight, dois para O Herói de Hacksaw Ridge e dois para Manchester by the Sea. Estes são os filmes mais premiados.
Foi também uma noite de coincidências: Kenneth Lonergan recebeu Óscar de melhor argumento original para Manchester by the Sea das mãos de Ben Affleck e Matt Damon. O primeiro é irmão do protagonista do filme, Casey Affleck, o segundo é produtor do filme.
Quebrou-se também um 'feitiço': Kevin O'Connell conseguiu ganhar o prémio de melhor sonoplastia pelo filme O Herói de Hacksaw Ridge. Foi a sua 20ª nomeação.

Fonte: DN

Você Tem De Confiar Em Algo


Você não consegue ligar os pontos olhando pra frente; você só consegue ligá-los olhando pra trás. Então você tem que confiar que os pontos se ligarão algum dia no futuro. Você tem que confiar em algo – seu instinto, destino, vida, carma, o que for. Esta abordagem nunca me desapontou, e fez toda diferença na minha vida.

Steve Jobs 

domingo, 26 de fevereiro de 2017

Estas São As Frases ...

«Já se percebeu: cada vez que um escândalo, processo, aldrabice ou caso de favoritismo está a ser investigado, logo outro surge, equivalente, com visados de outros grupos económicos, partidos ou governos... Às vezes há pontos de contacto. Noutras não. Agora, são os offshores que retiram casos das primeiras páginas. Mas, previsivelmente, vão bater às mesmas portas de sempre... Caixa, PT, BES... »

«É fina a fronteira entre um caso de política e um caso de polícia. É curta a distância que vai da incompetência à corrupção. Da demagogia à venalidade, o tempo e o espaço são reduzidos. Se a democracia portuguesa não consegue apurar responsabilidades, julgar culpados, castigar "nepotes" e afilhados e refazer um banco seguro e honesto, se a democracia portuguesa tal não conseguir, condena-se a si própria. O processo da Caixa corre o risco de vir a ser o processo do regime.»

António Barreto (ler artigo completo no DN )

O Tempo Deixa Perguntas ...


O tempo deixa perguntas, mostra respostas, esclarece dúvidas... Mas, acima de tudo, o tempo traz verdades.

sábado, 25 de fevereiro de 2017

Paulo Núncio Assume "Responsabilidade Política"


O ex-secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Paulo Núncio, assumiu a sua "responsabilidade política" pela não publicação de dados relativos às transferências de dinheiro para 'offshore', pedindo o abandono das suas funções atuais no CDS-PP.

"Tendo em conta o tempo que decorreu entre os factos e o presente e tendo tido agora a oportunidade de revisitar os documentos que têm sido noticiados, nomeadamente os apresentados pelos serviços para publicação de informação estatística das transferências transfronteiriças, considero legitima a interpretação dos serviços que levou à não publicação das estatísticas no portal das Finanças. Assumo, por isso, a responsabilidade política pela não publicação das referidas estatísticas", sublinha Núncio, em texto enviado à agência Lusa.

E continua: "Querendo libertar o partido a que pertenço [CDS-PP] de quaisquer controvérsias ou polémicas nesta matéria, solicitei à presidente do partido que aceitasse a cessação das minhas funções nos órgãos nacionais".

Na noite de sexta-feira, o antigo director-geral do fisco, Azevedo Pereira, garantiu ter solicitado, por duas vezes, ao ex-secretário de Estado Paulo Núncio autorização para publicar dados relativos às transferências dinheiro para 'offshore', mas "em nenhum dos casos" esta lhe foi concedida.

Em causa estão transferências de dinheiro para paraísos fiscais concretizadas entre 2011 e 2014, durante a governação PSD-CDS/PP, sem qualquer controlo estatístico por parte da Autoridade Tributária e Aduaneira (AT), como a lei obriga, e que levaram já os partidos com assento parlamentar a solicitar uma audição urgente do atual e do anterior secretário de Estado dos Assuntos Fiscais.

Paulo Núncio, no texto endereçado à Lusa, lembra que a AT "tem, desde 2012, a possibilidade de liquidar todos os impostos devidos nestas situações no prazo alargado de 12 anos (anteriormente este prazo era de 4 anos)" e, "nestes termos, quaisquer impostos que sejam devidos nestas situações poderão ser cobrados pela AT até 2024, evitando-se assim o risco de perda da receita do Estado".

"Reafirmo o meu total desconhecimento, à data e até hoje, relativamente à noticiada discrepância entre os dados entregues pelas instituições financeiras e os dados processados pela AT. Tenho confiança, no entanto, que a inspeção não deixará de realizar todos os cruzamentos e procedimentos inspetivos necessários para o apuramento da verdade", diz também o antigo governante centrista.

A publicação estatística de dados no portal das Finanças, adverte ainda Núncio, "não interfere com a ação efetiva da inspeção tributária no

 Na nota com nove pontos enviada na sexta-feira às redações, o antigo diretor do Fisco Azevedo Pereira admitiu poderem ter existido "erros de perceção" na troca de informação com o secretário de Estado dos Assuntos Fiscais do governo PSD-CDS, com vista à publicitação dos dados das transferências para as 'offshore'.

No entanto, considera que esses "erros de perceção" "nunca demoram quatro anos a resolver" e conclui que, se Paulo Núncio tivesse a intenção de os fazer publicar, teria tido oportunidade de o fazer ao longo dos quatro anos seguintes, até à sua saída do governo, em novembro de 2015.

Na justificação enviada aos jornais, Azevedo Pereira começa por esclarecer que, "em tempo", a AT propôs ao secretário de Estado a publicitação dos dados das transferências para paraísos fiscais.

"Tal proposta de publicação foi solicitada por duas vezes (na prática, como veremos, três vezes), através do envio de processos contendo, no primeiro caso, a informação relativa 2010 (reportada pelas instituições financeiras em meados de 2011) e, no segundo, a informação relativa a 2011 (reportada pelas instituições financeiras em meados de 2012)", afiança.

Fonte: Lusa, via RTP

Ninguém Leva A Mal ...

Aqui há dias, o presidente da Assembleia da República deu uma entrevista à RTP. Em tom suave, sonolento, pachorrento, Ferro Rodrigues lá deixou umas odes ao governo e à alternativa de esquerda, esquecendo-se do lugar que ocupa e da imparcialidade que devia cultivar.

Esta semana, foi a vez do primeiro-ministro entrar em cena: 10 mil milhões fugiram daqui sem controlo, apesar de terem sido comunicados ao Fisco? O caso, que ainda não está esclarecido (as operações não foram investigadas? houve mesmo evasão fiscal?), permitiu a Costa acusar o anterior governo das maiores tropelias: Passos, pelos vistos, fecha os olhos à grande criminalidade financeira – mas é implacável na cobrança de portagens.

No meio deste espectáculo, parece que Assunção vai pedir algum ‘afecto’ a Marcelo, o que provocou uma crise de ciúmes em Eduardo.
Na política portuguesa, o Carnaval chegou mais cedo. E com máscaras.

João Pereira Coutinho,CM

Contas Feitas ...

Contas feitas fica a impressão esquisita de que se chegou a um ponto sem retorno, de que já se está por tudo, e de que nada – incluindo recorrer a truques infantis para ocultar a pândega da “Caixa”, enviar o evangélico Louçã para o Banco de Portugal, depositar em juiz amigo o futuro do eng. Sócrates ou prometer 700 euros mensais a “jovens” (até aos 30 anos, que a juventude é um estado de espírito) que não estudam e não trabalham – é demasiado grotesco. Enquanto isso, sempre que não se encontra na televisão a louvar os respectivos donos, o país oficioso dedica-se a declarar intoleráveis o sr. Trump e o livro de Cavaco Silva.

Nem todos os regimes caem mediante revoluções abruptas. Às vezes terminam assim, com o sumiço gradual e festivo do que restava da legitimidade e da razão. Um dia acorda-se e a democracia que bem ou mal reconhecíamos foi-se, para surpresa de muitos e deleite de alguns. A merecida desilusão dos primeiros não nos compensará pela impunidade dos segundos. Entretanto é Carnaval, mas ninguém nota a diferença.

Alberto Gonçalves, OBSR  

Sobre O Bom Senso

O bom senso não exige um juízo muito profundo; parece antes consistir em só perceber os objectos na proporção exacta que eles têm com a nossa natrueza ou com a nossa condição. O bom senso não consiste então em pensar sobre as coisas com excesso de sagacidade, mas em concebê-las de maneira útil, em tomá-las no bom sentido. (...)
O bom senso forma-se a partir de um gosto natural pela justeza e pelo mediano; é uma qualidade do carácter, mais do que do espírito. Para ter muito bom senso, é preciso ser feito de maneira que a razão predomine sobre o sentimento, a experiência sobre o raciocínio.

Luc de Clapiers Vauvenargues 

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Mais Arguidos Na Operação Marquês

Notícia avançada pela SIC N e confirmada através de um comunicado da Procuradoria-Geral da República. “Ao abrigo do disposto no art. 86.o, n.o 13, al. b) do Código de Processo Penal, a Procuradoria-Geral da República confirma a constituição como arguidos e os interrogatórios, pelo Ministério Público, de Zeinal Bava e Henrique Granadeiro. Os arguidos, antigos gestores da PT, são suspeitos da prática de factos suscetíveis de integrarem os crimes de fraude fiscal, corrupção passiva e branqueamento”, lê-se no comunicado.

Segundo a SIC Notícias, somam-se assim 22 arguidos à Operação Marquês, que envolve o antigo primeiro-ministro José Sócrates. O Ministério Público desconfia de alegados subornos ao Grupo Espírito Santo pagos a José Sócrates e que eram relativos a negócios com a PT.

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Cidades, Com Os Seus Comércios ...


Tudo é permanentemente estranho, mesmamente
Descomunal, no pensamento fundo;
Tudo é mistério, tudo é transcendente
Na sua complexidade enorme:
Um raciocínio visionado e exterior,
Uma ordeira misteriosidade —
Silêncio interior cheio de som. 

Fernando Pessoa

Foi Descoberto Um Sistema De 7 Planetas Semelhantes À Terra

Foi descoberto um sistema de 7 planetas semelhantes à Terra. Três estão na zona habitável da estrela, a 40 anos-luz de nós. Já não é uma questão de se vamos encontrar vida. É uma questão de quando.

Uma equipa internacional de astrónomos descobriu um sistema solar com sete planetas muito semelhantes à Terra. Três deles estão na zona habitável da sua estrela, ou seja, têm condições para a existência de água (e de vida) mas há escassas informações sobre o mais distante. A estrela, TRAPPIST – 1, fica a 39,5 anos-luz da Terra (posição relativa na constelação de Aquário) e é uma anã vermelha muito mais fria e pequena que o nosso Sol (tipo de estrelas mais comum na nossa galáxia do que as semelhantes ao Sol). O facto de os planetas que a orbitam estarem a uma distância curta, criam as tais condições terrenas. Agora, os cientistas querem ir em busca de vida: “Já não é uma questão de ‘se’. É uma questão de ‘quando’”, diz Michael Gillon, da NASA. (continuar a ler)

Notícias Soltas

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Ao Entardecer



O campo lavrado
Volta a ficar em repouso -
Cotovias do entardecer.


«Inverno do céu azul sem nuvens, do vento gelado, dos lábios secos clamando por beijos, das folhas que caem no chão, que trazem saudades, saudades de uma estação!»

Almaraz , Blá Blá Blá

O acordo sobre a construção de um armazém de resíduos nucleares na central de Almaraz, estabelecido entre Portugal e Espanha, por intermédio da Comissão Europeia, não implica a suspensão das obras do novo edifício. Portugal vai estudar o seu impacto no território nacional e admite nova guerra judicial caso Espanha não cumpra o acordo.

Em conferência de imprensa conjunta, os ministros dos Negócios Estrangeiros e do Ambiente esclarecem que o acordo impede as autoridades espanholas de “tomar quaisquer medidas que possam ser consideradas irreversíveis”, quer pelos dois países quer pela própria Comissão Europeia.
Augusto Santos Silva destaca o “acordo amigável” e saúda o “espírito de boa-fé” entre os dois países ibéricos ao longo do processo. Mas avisa que o texto que sai do diálogo mantido pelos governantes português e espanhol, em Malta, no início do mês, “não faz Portugal abdicar do seu direito de recorrer aos meios legais para fazer valer o seu interesse”, caso as medidas previstas no acordo não sejam cumpridas. (continuar a ler) - Blá, Blá, Blá ...

Pois, é . Tudo uma questão de fé. No entanto a experiência avisa - de Espanha nem bom ventos nem ...

Um Dos Grandes Trunfos De Portugal No Que Ao Turismo Diz Respeito, É... Ou Era? A Segurança

 No Entanto .. .

Nos últimos tempos, alguns assaltos à mão armada deviam ter feito soar os alarmes, pois não é normal, num dos principais centros comerciais do país, um grupo de assaltantes entrar por volta das dez da manhã, assaltar uma ourivesaria e levar produtos que poderão ascender a dois milhões de euros, segundo algumas fontes da Judiciária.

Os ladrões, supostamente chilenos, tiveram tempo para tudo e conseguiram sair tranquilamente do centro comercial e seguir a sua vida. Já na madrugada de ontem, por coincidência, dois chilenos e um português conseguiram fugir da cadeia de Caxias, tendo os dois estrangeiros sido detidos em Madrid, mas um deles acabou por ser libertado por atraso no envio do mandado de captura internacional.

Como foi possível tal situação? Quem ficou a dormir para que isso fosse possível? Serão encontrados os responsáveis?

Segundo alguns estudos das forças policiais, os assaltantes de casas de luxo que têm espalhado os seus tentáculos um pouco pelo país são originários da América Latina. Chegam à Europa pela porta de Espanha e depois acabam por descobrir os encantos de Portugal. Consta que acham ser fácil “trabalhar” neste país plantado à beira-mar. O mesmo já se passou com ladrões oriundos de outras latitudes europeias. Se as forças policiais não estiverem em ligação permanente com as suas congéneres do resto do mundo, corremos o risco de Portugal ficar na moda também para os assaltantes.

E não faz muito sentido que uma das principais cadeias do país tenha tanta falta de guardas prisionais como dizem os responsáveis sindicais. A galinha dos ovos de ouro, o turismo, não pode ficar à mercê do amadorismo dos responsáveis policiais ou de quem tem a tutela na matéria.

Fonte: Vitor Rainho,Ji

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Falar ...



É fácil saber o que queremos dizer, o que é difícil é dizê-lo.

Vargas Llosa 

Identificação Nos Alimentos De Elementos Contaminados Com Pesticidas Através Do Telemóvel

O celular vira um leitor de impressões digitais químicas dos objectos. 
[Imagem: Fraunhofer IFF] via DS
Brevemente será possível usar o telefone celular para verificar se os produtos no supermercado são mesmo orgânicos ou se os produtos comuns estão contaminados por pesticidas.
O aplicativo, em fase de finalização, está a ser desenvolvido por programadores do Instituto Fraunhofer (Alemanha).
O programa transforma o celular em um aparelho de análise multiespectral, hoje só presente em laboratórios avançados, permitindo detectar elementos e compostos químicos específicos.
Isto permitirá que os consumidores chequem uma série de informações que hoje eles precisam aceitar passivamente - desde a presença ou não de pesticidas nos alimentos, até se a pintura de um carro usado foi retocada ou não.

O princípio de funcionamento do aplicativo, chamado HawkSpex, é simples: abra-o, aponte o celular para o objecto que deve ser analisado e leia as informações desejadas - por exemplo, se uma maçã contém resíduos de pesticidas, ou se a tinta do capô é exactamente a mesma tinta do para-lamas do carro.

"O que torna o nosso aplicativo especial é que os usuários não precisam de nada para fazer um escaneamento além da câmara já integrada em seus smartphones," afirmam Udo Seiffert e Andreas Herzog, criadores do aplicativo.

A primeira versão de laboratório do aplicativo está concluída, mas a equipe afirma que está desenvolvendo uma variedade de aplicativos específicos - para frutas e para carros, entre outros - antes que ele possa ser liberado para os usuários.

Fonte:DS

Assim Acontece ...

A maioria parlamentar totalitária tenta, evidentemente, tapar o sol com a peneira: "nós mandamos e interpretamos a verdade, a lei e a Constituição como entendemos e para quem não entenda, porta da rua é serventia da casa". Mais. "Decretamos o fim do debate democrático e o esclarecimento público quando quisermos. Se for preciso, até combinamos tudo ao pormenor com o presidente da República para que nem ele nem nós fiquemos mal na fotografia".

Ora a "história" que Cavaco Silva conta não é muito distinta desta salvo em dois aspectos relevantes para o curso das coisas e o futuro do país.

Em primeiro lugar, Cavaco Silva nunca sentiu necessidade de bajular as esquerdas para ganhar duas eleições presidenciais, para ter boas sondagens ou para ser "popular" à força. Em segundo lugar, o PS de então não dava troco ao radicalismo esquerdista que hoje em dia condiciona a governação do país e o desempenho de outros órgãos de soberania.

De resto, a tentação de tudo controlar - e de abafar tudo o que possa perturbar a "descrispada" e alegre paz dos cemitérios reinante - é uma "experiência" já amplamente vivida. Só mudaram entretanto, e muito pouco, os principais condutores da "tenebrosa máquina" que se movimenta corrigida e aumentada. Herculano, em 1851, alertava para a necessidade de os políticos evitarem recorrer à lisonja ou "armarem à popularidade"

Fonte: João Gonçalves; JN 

Ser Feliz ...

«Ser feliz não é viver apenas momentos de alegria. É ter coragem de enfrentar os momentos de tristeza e sabedoria para transformar os problemas em aprendizagem.»

domingo, 19 de fevereiro de 2017

A Propósito De Marcelo

Diz Vasco Polido Valente no OBSR

Onde ele pode baralhar as coisas, baralha – pelo prazer, por impulso, porque a sua natureza o impede de se calar, quando devia ficar calado, ou de falar quando devia falar. Com vinte anos, foi o “lélé da cuca” e a “vichyssoise”. Depois vieram outras mais graves, menos graves, numa sucessão irresistível até à Presidência da República, onde ele tem finalmente a oportunidade de exercer o seu talento e consolar o espírito. Mesmo na televisão os comentários dele eram sempre sobre a habilidade de cada um para enganar o próximo e o bom povo, a quem hoje ele inunda de “afecto”, num espectáculo pelo menos pouco sério. Há quem goste e há quem se desgoste. Não interessa. Se o elegeram, que o aturem.

Tal e Qual

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Notícias Soltas ...

Galamba: Marcelo está "profundamente implicado" ( Meteu-se onde não era chamado, agora quem fará de arbitro?)

Lobo Xavier confirma que revelou SMS a Marcelo (Está dito)

Marcelo irredutível mantém confiança em Centeno (Ai Macelo!  Macelo... )

Descoberto Vírus Que Leva O Sistema Imunitário De Doentes Com Cancro A Combater As Células Tumorais

Cientistas catalães criaram um vírus que consegue levar o sistema imunitário de doentes com cancro a combater as células tumorais. No documento publicado hoje na revista Cancer Research, o grupo do Instituto de Investigação Biomédica de Bellvitge afirma ter conseguido contaminar células cancerosas com o vírus, levando-as a produzir um anticorpo que combate uma proteína presente em muitos tipos de cancro.
.
"Trabalhamos com adenovírus oncolíticos, vírus modificados para atacarem exclusivamente células cancerosas sem atacar o tecido normal, como forma de terapia dirigida", afirmou o primeiro autor do estudo, Carlos Fajardo.

Os adenovírus provocam constipações, conjuntivite ou gastroenterite, mas quando são alterados, conseguem ser uma arma específica contra o cancro.
Os investigadores querem agora atrair o investimento de empresas que trabalham a desenvolver anticorpos para colaborar na criação em laboratório de vírus para combater o cancro.

Fonte: SIC 

Fomos Surpreendidos. Como É Que Nunca Nos Tínhamos Lembrado Dos "Erros De Percepção mútuos"?

Ainda estou surpreendido. Como é que nunca nos tínhamos lembrado dos “erros de percepção mútuos”? O jeito que nos tinha dado a todos o conceito em tantas e infelizmente tão variadas circunstâncias da vida… “Desculpa lá, foi um erro de percepção mútuo, às vezes acontece.” Os incómodos, até as humilhações, de que teríamos, assim tão simplesmente, com tão breves palavras, escapado…

Mas tudo tem a sua razão de ser. O que é verdade é que os saberes de que dispomos, nomeadamente a filosofia, não ajudam. Inexistem, como agora se diz, no capítulo. A
filosofia fala da mentira pura e simples, da má-fé, da mentira interior, da mentira orgânica, e de outras coisas assim. Mas, pela minha parte, juro que durante a vida inteira não encontrei uma só linhinha, nem numa nota de rodapé, sobre “erros de percepção mútuos”, essa espécie de desarmonia pré-estabelecida cuja existência agora nos foi revelada.

Dei-me até ao trabalho de telefonar a pessoas especialistas destas coisas: nunca tinham ouvido falar. Imperdoável. Talvez em tratados de psiquiatria?
(..)

Sem dúvida que o ministro Mário Centeno e o seu mentor António Costa terão ainda tempo para oferecer versões mais sofisticadas desta sua fundamental contribuição para o entendimento da sociedade. O céu é o limite. Para já, encontramo-nos todos agradecidos e esperançosos. Até porque a teoria, mesmo na sua presente forma imperfeita, cola à realidade. Os erros de percepção mútuos não relevam da psicologia: são um facto social. Não inexistem. O Governo encarrega-se de no-lo mostrar regularmente.

Fonte:Paulo Tunhas, OBSR

Criatividade ..



«A criatividade é a inteligência se divertindo.»

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Nova Descoberta Trouxe Informações Sobre O Modo Como O Cérebro Actua Em Casos De Depressão E Ansiedade

O inibidor de JNK alivia a ansiedade e a depressão
controlando as células nervosas recém-nascidas no hipocampo.
[Imagem: Turku Centre for Biotechnology]
Em termos simples, foi identificada uma nova substância que alivia a ansiedade e o comportamento depressivo.
A descoberta foi feita pela equipe da professora Eleanor Coffey, da Universidade Abo Akademi (Finlândia), em colaboração com colegas dos EUA.

Coffey descobriu que, quando activa, uma proteína chamada JNK inibe o nascimento de novos neurónios no hipocampo, uma parte do cérebro envolvida nas emoções e na aprendizagem.
A JNK é uma proteína que ajuda a regular o processo de autodestruição celular, ou apoptose - é uma quinase cujo nome é uma sigla para c-Jun N-terminal Kinase.
Ao inibir a JNK unicamente nas células nervosas recém-geradas no hipocampo, os investigadores conseguiram aliviar a ansiedade e o comportamento depressivo em animais de laboratório.

Este mecanismo, desconhecido até agora, traz uma nova visão sobre como o cérebro funciona para regular o humor e indica que os inibidores de JNK, como o usado na investigação, podem fornecer uma nova via para o desenvolvimento de drogas antidepressivas e ansiolíticas.
E é particularmente importante, uma vez que muitos pacientes não respondem aos tratamentos actuais e há muito tem sido reconhecida a necessidade de uma nova compreensão dos mecanismos fisiológicos envolvidos nesses distúrbios para que se possa desenvolver medicamentos eficazes contra a depressão resistente aos tratamentos actuais.

A depressão e a ansiedade são distúrbios altamente prevalentes e representam uma das maiores causas de incapacitação em todo o mundo.

António Costa Alcançou O Que Nenhum Outro Líder Socialista Antes Conseguira: Arrumar O BE E O PCP Na Gaveta


... De Um Dos Arquivos Da Sede Socialista No Largo Do rato

Três factos políticos relevantes:

1) Portugal pagou taxas muito mais elevadas para emitir dívida pública;
2) após ter diminuído consecutivamente ao longo dos últimos nove anos, a taxa de abandono escolar precoce aumentou em 2016;
3) a correspondência trocada entre António Domingues e Mário Centeno foi tornada pública, o que está a causar um enorme embaraço ao Governo e a prejudicar a imagem da CGD.

Ora surpreendentemente, nem o BE, nem o PCP abordaram estes temas no debate, aliás, até optaram por dirigir as suas baterias à direita que já não governa há praticamente um ano e meio. Um contra-senso.
É verdade que, de quando em vez, estes dois partidos resolvem dar provas de vida votando contra iniciativas do Governo que apoiam. No entanto, quando essas medidas são chumbadas, pasme-se, acabam invariavelmente a criticar o PSD e/ou o CDS por votarem como eles, ao invés de se indignarem com quem anda a propor aquilo com que não concordam. No mínimo curioso.

A moral da história parece-me óbvia. De forma engenhosa António Costa alcançou o que nenhum outro líder socialista antes de si conseguira: arrumar o BE e o PCP na gaveta de um dos arquivos da sede socialista no Largo do Rato.

Fonte: Ricardo Ferraz, J Económico    

Para Reflectir ...


Algumas pessoas irão sempre jogar pedras no seu caminho, depende de si o que faz com elas. Uma parede ou uma ponte?

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Notícias Soltas

Esta É A Frase

Quando um ministro tem de ir ao Presidente da República pedir a renovação da confiança e quando o primeiro-ministro faz o mesmo e publicita-o, a coisa está preta. Portugal não é a França, Marcelo não manda no governo. A necessidade da caução presidencial mostra que as coisas estão a desmoronar-se para os lados do Terreiro do Paço.

Ana Sá Lopes, Ji

A CGD E A Promiscuidade Nas Elites Políticas E Financeiras

O que é que se sabe neste momento? Sabe-se que uma lei foi feita à medida do seu principal beneficiário, António Domingues, e sob a supervisão dos seus advogados. Sabe-se também que contratar bons gestores para a banca é incompatível com as mais elementares regras de transparência. Na SIC Notícias, ouvimos ainda António Lobo Xavier, fiscalista insigne da nossa praça e futuro vice-presidente do BPI, considerar que isto tudo “é perfeitamente compreensível e que não é passível de nenhuma censura política”.

A forma como pessoas como Lobo Xavier falam deste caso e como os partidos da oposição dedicam as suas baterias à mentira e não à lei encomendada mostra que todos têm telhados de vidro e que esta privatização da legislação é comum. Há décadas que se denuncia a forma como o interesse público está capturado por (alguns) interesses privados e as nossas elites não têm vergonha de vir para a televisão dizer que é perfeitamente compreensível que as leis da República sejam redigidas por escritórios de advogados em representação dos seus principais beneficiados. Foi nisto que se tornou a elite portuguesa. Uma oligarquia extractiva que acha que Portugal tudo lhe deve, incluindo leis feitas à medida das suas necessidades

Luís Aguiar-Conraria, OBSR                                             

Bom Dia !

Boa Noite, a quem é de boa noite.
Bom dia, a quem é de bom dia.

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Esta É A Frase ...

Por onde andais, Catarina e Jerónimo ?
Por entre o barulho causado pelo "affair" Caixa/Centeno, há um facto que passa despercebido: o silêncio do Bloco e do PCP.

Camilo Lourenço, J Negócios

Ventania ...


Que o vento leve o necessário e me traga o suficiente.

domingo, 12 de fevereiro de 2017

Frank-Walter Steinmeier Eleito Presidente Da Alemanha

O resultado não é surpreendente. Frank-Walter Steinmeier, que até ao fim de Janeiro desempenhou funções enquanto ministro dos Negócios Estrangeiros da Alemanha.
A vitória de Steinmeier já era dada como certa, com o político a ser apoiado pelo seu próprio partido, SPD, e pelos democratas-cristãos da chanceler Angela Merkel. Na Alemanha, o cargo de presidente é sobretudo honorário.
Aos 61 anos, Steinmeier, social-democrata que terá funções particularmente diferentes daquelas do presidente dos Estados Unidos, já foi apelidado pela imprensa de “anti-Trump”, sobretudo depois de ter sido uma voz crítica de Trump durante as eleições presidenciais que marcaram o final do ano passado. O novo presidente alemão chegou, inclusive, a chamar Trump de “pregador de ódio” e, ainda em Janeiro, dclarou que as posições deste face à NATO — organização que o homem-forte dos EUA disse ser obsoleta” — “foram recebidas com preocupação”.

Dois dias depois de Trump ter prestado juramento como 45º presidente dos EUA, o ex-chefe da diplomacia alemão afirmou que a eleição marcava o fim de uma era e que Berlim iria avançar prontamente para salvaguardar “uma cooperação transatlântica estreita e confiante”.

Num artigo publicado no jornal alemão Bild, o então ministro dos Negócios Estrangeiros alemão, escreveu que “com a eleição de Donald Trump, o velho mundo do século XX finalmente acabou” e “como o mundo de amanhã será ainda não está definido”.

Esta É A Frase

( A propósito do governo propor, dentro de dias, um grande programa de descentralização da administração pública.Talvez a mais importante, quem sabe se a única reforma significativa a iniciar por este governo.)

«Bem sabemos que é ano de eleições autárquicas e que o governo não resiste a ir buscar louros para se apresentar de folha limpa ao eleitorado. Nenhum governo resiste. Mas esta solução é melhor do que uma virtuosa inércia pré-eleitoral. Como se trata de eleições autárquicas, quem vai ficar a ganhar é a autarquia. Especialmente os partidos que têm força autárquica. As eleições e a democracia servem também para isso, fazer comércio com os eleitores: dou-te obra, subsídio, escolas, piscinas e cheques e tu dás-me os votos!»

António Barreto, DN  

A Propósito De Casas Bonitas E Feias ...

Todas as casas onde há livros e quadros e discos são bonitas. E são feias todas as casas, por mais luxuosas, onde faltam essas coisas.
   Eugénio Andrade  

sábado, 11 de fevereiro de 2017

Notícias Soltas

Centeno Pode Mesmo Ser Acusado De Crime

Mário Centeno pode mesmo vir a ter de responder criminalmente pelas declarações feitas em resposta ao CDS sobre a inexistência de correspondência que entretanto foi publicamente revelada pelo Eco e pelo Público e já está na posse da Comissão de Inquérito à CGD.

Mentir numa comissão de inquérito é crime de perjúrio e o CDS está a ponderar a hipótese de apresentar uma queixa junto do Ministério Público. ( ler: Marcelo fez aviso a Costa sobre Centeno)

A Cultura Europeia

Acredito na unidade fundamental da cultura europeia, aquém das diferenças linguísticas. Percebemos que somos europeus quando estamos na América ou na China, vamos tomar um copo com os colegas e inconscientemente preferimos falar com o sueco do que com o norte-americano. Somos similares. Cultura não quer dizer economia, e só vamos sobreviver se desenvolvermos a ideia de uma unidade cultural.

Umberto Eco  

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

Madre Teresa De Calcutá ! Como Disse?

Marcelo Rebelo de Sousa afirmou esta quinta-feira à noite que é uma espécie de mediador entre as lutas políticas em Portugal e comparou-se a Madre Teresa de Calcutá. O Presidente falava durante um jantar com empresários em Madrid, organizado pela Câmara de Comércio Hispano Portuguesa.

“Espera-se que a oposição bata no Governo e que o governo bata na oposição. De facto, parte da lógica. E que o Presidente seja uma espécie de Madre Teresa de Calcutá, (para não ir para a imagem do Papa Francisco que está muito gasta) que estenda o seu amor fraterno”, afirmou o chefe de Estado, citado pela TVI24, arrancando uma gargalhada da audiência.

Pois é, para lá chegar, ainda tem de calcorrear muitos quilómetros, aprender a ser imparcial, discreto nas intervenções, e mais contido nas actuações.

Coisas Verdadeiramente Importantes

Como é que um candidato a presidente da CGD contrata uma consultora para desenhar o plano de reestruturação, quando ainda está sentado na vice-presidência de um banco da concorrência?

Ou como é que esse candidato consegue convencer o Estado de que o melhor mesmo é pôr o escritório de advogados que o representa a ele a redigir alterações à lei desenhadas à medida?

Demos as voltas que dermos e, por estes dias, tudo aponta para um Estado frágil e para uma regulação inexistente.

Fonte: Paulo Tavares, DN