sábado, 31 de março de 2018

Esta É A Frase

Uma “comunicação social” domesticada, uma resma de partidos vendidos à caridade alemã, a gratidão dos privilegiados e um presidente com fobia do confronto explicam parte das coisas. Não explicam todas.

Alberto Gonçalves,' O regime que estamos a fazer',OBSR 

sexta-feira, 30 de março de 2018

Notícias Soltas








A Estação Espacial Chinesa Que Está Em Queda Descontrolada Pode Chegar À Terra Entre Hoje E Domingo De Páscoa. Sítio ? Uma Possíbilidade É O Norte De Portugal

Agência Espacial Europeia
Tiangong-1, a estação espacial chinesa que vai cair na Terra em breve, foi fotografada na Alemanha. Outras imagens já a mostraram em Espanha e em França. Veículo espacial pode reentrar em Portugal.

O veículo espacial, que está desocupado desde 2013 mas que tem um químico corrosivo a bordo usado como propulsante, está a cair a um ritmo médio de 160 metros por dia. Embora não se saiba a hora nem o local em que Tiangong-1 vai reentrar na Terra, sabe-se que isso vai acontecer algures entre a latitude 42,8ºN e 42,8ºS, com maior probabilidade de cair na linha que passa no norte de Portugal ou na que passa a sul da Austrália.
Tudo indica que a maior parte das peças vai destruir-se ao atravessar a atmosfera por causa das altas temperaturas, do desgaste e da fricção, mas as peças mais resistentes podem chegar até terra. O mais provável é que a maior parte delas venha a cair no oceano porque a maior parte da superfície do planeta é composta por água. As agências já vieram dizer que, em princípio, nenhuma infraestrutura será afetada, mas pedem a toda a gente que não se aproximem de objetos vindos da estação espacial que possa cair em solo por causa do perigo de envenenamento.
As más notícias: a estação espacial tem o tamanho de um autocarro escolar e está em queda livre em direção à Terra, uma das regiões onde é mais provável que possa cair é no norte de Portugal durante este fim de semana de Páscoa. Agora as boas: a probabilidade de se despenhar entre o Porto e o Minho, embora seja a maior de todas, não ultrapassa os 3% e, de qualquer modo, é altamente improvável que uma das peças lhe caia em cima do folar. Não há registo na História de qualquer pessoa atingida por uma peça de um veículo espacial em queda descontrolada em direção ao nosso planeta.
Tudo indica que a Tiangong-1, a estação chinesa que foi desativada há cinco anos e cujo nome significa “Palácio Celestial”, vá entrar na atmosfera terrestre algures entre esta sexta-feira, 30 de março, e domingo, 1 de abril. As estimativas mais recentes da Agência Espacial Europeia apontam o domingo de Páscoa como a data mais provável para o evento, mas as incertezas são tantas — em parte por causa do secretismo dos chineses — que não se sabe sequer o local exato onde o veículo vai cair. O melhor mesmo é ficar atento ao céu, mas permanecer afastado de qualquer pedaço da maquineta: é que a bordo dela está um químico corrosivo que pode causar desde tosse até convulsões e ferimentos profundos na pele.
Fonte: OBSR 

quinta-feira, 29 de março de 2018

Foram Identificadas As Características Das Células Que Provocam Cancro

Uma equipa internacional de investigação liderada por Mónica Bettencourt Dias, do Instituto Gulbenkian de Ciência, identificou características importantes das células cancerígenas, que podem ajudar os médicos na luta contra o cancro.
Os investigadores descobriram, segundo o estudo divulgado hoje na revista científica Nature Communications, que na maioria dos subtipos agressivos de cancro aumenta o número e o tamanho de umas estruturas minúsculas que existem nas células chamadas centríolos.
Um comunicado divulgado pelo Instituto Gulbenkian de Ciência explica-se que os centríolos são cerca de cem vezes mais pequenos do que um fio de cabelo e que têm sido considerados o "cérebro da célula", porque desempenham "papéis cruciais na multiplicação, movimento e comunicação entre células".
"Esses são processos normalmente alterados no cancro e que permitem a sobrevivência e multiplicação das células cancerígenas", explica o Instituto, acrescentando que o número e tamanho dos centríolos são "altamente controlados" nas células normais. O que os investigadores descobriram foi que nas células cancerígenas os centríolos são frequentemente mais longos e em maior número do que nas células normais.
"Mais importante, a equipa observou que o excesso de centríolos é mais prevalente em formas agressivas do cancro da mama, como o triplo negativo, e do cólon. Descobriram também que os centríolos mais longos são excessivamente ativos, o que perturba a divisão das células e pode levar à formação de cancro", diz-se no comunicado.
Gaelle Marteil, primeira autora do estudo e investigadora do laboratório de Mónica Bettencourt Dias, disse, citada no comunicado: "Os nossos resultados confirmam que uma desregulação no número e tamanho dos centríolos dentro das células está associada a características malignas. Esta descoberta pode ajudar a estabelecer as propriedades dos centríolos como uma forma de classificar tumores de modo a determinar prognósticos e prever o tratamento adequado".
O estudo envolveu uma equipa de investigação internacional do Instituto Gulbenkian de Ciência em colaboração com investigadores do I3S- Instituto de Investigação e Inovação em Saúde, IPATIMUP -- Instituto de Patologia e Imunologia Molecular, Instituto de Medicina Molecular, Instituto Português de Oncologia, e Dana-Faber Cancer Institute dos Estados Unidos).
Mónica Bettencourt Dias, bióloga, é a diretora do Instituto Gulbenkian de Ciência. Substituiu este ano o britânico Jonathan Howard.
Fonte: Notícias ao Minuto

Andávamos Sem Nos Procurar, Mas,

Andávamos sem nos procurar, mas sabendo sempre que andávamos para nos encontrar.

Julio Cortázar

quarta-feira, 28 de março de 2018

Notícias Soltas

Foram encontradas 81 Aldeias ' Perdidas' Numa Extensão De 1800 Km No Brasil

Encontradas 81 aldeias numa extensão de 1800 km no Brasil. A descoberta revela que as comunidades não habitavam apenas junto aos principais rios e que a Amazónia não era uma floresta "intacta"

A Amazónia foi um local de grande atividade humana e casa de cerca de um milhão de pessoas. Foram agora descobertos 81 locais, desde pequenas aldeias a extensas áreas que eram habitadas por grandes aglomerados, na Bacia Alto Tapajós, e que antes não estavam mapeados.
O estudo Pre-Colombian earth-builders settled along the entire southern rim of the Amazon (qualquer coisa como Construtores de terra pré-colombianos assentaram ao longo da margem do Amazonas), publicado na terça-feira na revista Nature Communications, revela que as comunidades que ali habitaram influenciaram de forma significativa, através da agricultura e das vivências, a floresta da Amazónia. E que já existiam bem antes da chegada dos europeus.
A ideia de que a Amazónia era uma floresta intacta, lar de comunidades nómadas dispersas… nós já sabíamos que não era verdade. O grande debate prende-se com  a forma como as populações estavam distribuídas na Amazónia na era pré-colombiana”, disse o investigador do Departamento de Arqueologia da Universidade de Exeter, Jonas Gregorio de Souza.
As provas foram descobertas através de imagens de satélite, no estado brasileiro de Mato Grosso, ao longo de 1800 quilómetros, e mostram que aquela extensão foi ocupada por comunidades entre 1250 e 1500. O número de habitantes variava entre as 20 a 30 pessoas, nas aldeias mais pequenas, e entre mil e 2500 nos maiores aglomerados. Os arqueólogos estimam que ali houve entre mil e 1500 aldeias, das quais dois terços não foram ainda descobertas.
O estudo mostra que há cerca de 1300 geóglifos — figuras de grandes dimensões, que só se conseguem percecionar a partir do ar ou de um plano muito superior, feitas com rochas ou através do desbaste de vegetação ou material geológico — no Sul da Amazónia, mas agora foram encontrados apenas 81.
As imagens mostram também que a movimentação do solo para a construção de caminhos, estradas e plataformas terrestres — a chamada terraplanagem –, aconteceu durante períodos de seca, que, no entanto, não comprometiam a fertilidade dos solos para o cultivo.(continuar a ler)

Ter Estilo ...

Enzio Bosso
"O estilo nem por sombra corresponde a um simples culto da forma, mas, muito longe disso, a uma particular concepção da arte e, mais em geral, a uma particular concepção da vida."

Tolstoi 

terça-feira, 27 de março de 2018

Notícias Soltas (act.)

*Finanças: “Despesa no SNS atinge máximos do período pré-troika”

Crédito Malparado Aumentou Em Fevereiro

A percentagem de empresas devedoras com crédito vencido aumentou 0,2 pontos percentuais, para 25,1%, enquanto nas famílias o aumento foi de 0,1 pontos percentuais, para 11,9%.
O rácio de crédito vencido das famílias (o volume de malparado no total do crédito concedido) também subiu, 0,1 pontos percentuais, para 4,3%. Em sentido contrário, o rácio de crédito vencido das empresas diminuiu ligeramente (0,2 pontos percentuais), para 13,3%.
No período em análise, o ritmo da descida da concessão de empréstimos às empresas agravou-se em 0,6 pontos percentuais, para uma quebra de 2,5%.

A normalidade dos 'habitués' começa aos poucos a voltar!

Loucuras ...

O neurótico constrói um castelo no ar. O psicótico mora nele. O psiquiatra cobra o aluguer. 

Jerome Lawrence 

segunda-feira, 26 de março de 2018

Notícias Soltas (act.)

Confirmada Inclusão Dos Custos Com A CGD No Défice De 2017

O Instituto Nacional de Estatística (INE) decidiu acolher os argumentos do organismo de estatísticas europeu Eurostat e registou na execução orçamental de 2017 os custos com a recapitalização do banco público, uma inclusão que o Governo sempre combateu. O défice das contas públicas de 2017 sobe, assim, para os 3% do Produto Interno Bruto (PIB), o que contrasta com o défice abaixo de 1% (0,92%) que teria sido registado caso não tivesse havido esse efeito.
“Este resultado inclui o impacto da operação de recapitalização da Caixa Geral de Depósitos (CGD), no montante de 3.944 milhões de euros, que determinou um agravamento da necessidade de financiamento das administrações públicas em 2,0% do PIB”, assinala o INE no documento em que prepara o envio ao Eurostat, ainda este mês, da notificação de 2018 relativa ao Procedimento dos Défices Excessivos.(continuar a ler)
Assim é governado Portugal,varrendo para debaixo do tapete. 

Decisão ...

Raros são aqueles que decidem após madura reflexão; os outros andam ao sabor das ondas e longe de se conduzirem deixam-se levar pelos primeiros.

Séneca

domingo, 25 de março de 2018

Notícias Soltas

E Estas Hein ?

Lusa
“É importante não pôr a máquina muito perto do chão, que podem saltar pedras”, segreda Capoulas Santos. António Costa escuta com atenção. Está equipado da cabeça aos pés: proteção para as canelas, casaco amarelo, óculos e viseira, protetor auricular e um vistoso capacete amarelo. Já tem a roçadora nas mãos. Chegou a hora de mostrar o que vale. Avançou hesitante, como quem apalpava terreno. Evitou as pedras, como aconselhara Capoulas Santos, e foi tentando encontrar o melhor ritmo, sempre sob olhar atento do (verdadeiro) sapador florestal, que ia corrigindo os gestos menos seguros. Lá ao longe, o ministro da Agricultura seguia alegremente o seu trabalho, sem aparente dificuldade. Como se estivesse habituado. “Se tivesse de contratar alguém, contratava o outro. O primeiro-ministro não tem muito jeito para isto“, ouviu o Observador entre a pequena multidão que assistia às proezas dos dois.(continuar a ler)
* Os Recados de Marcelo, (o professor?, o comentador?): Marcelo envia recado a Rio: quem não concorda com o “combate” pelas florestas “não tenciona ser Governo”
Quem quiser governar tem de apoiar a valorização da floresta: "Quem achar o contrário é porque não tenciona ser Governo tão depressa”, disse o Presidente. Rio criticou ação de marketing nas matas (Fonte: OBSR)

Boa Noite !

A noite é uma boa oportunidade para descansar, perdoar, esquecer, sonhar e preparar~se  para as lutas do dia seguinte. Tenha uma boa noite!

sábado, 24 de março de 2018

Notícias Soltas

*O que já se sabe sobre o ataque terrorista em França
*Renato Silva, o jovem português que estava “no lugar errado à hora errada”




Assim Acontece ...

É difícil,(...) fazer coincidir o europeísmo e o anti-europeísmo de cada «tribo» com a clivagem clássica entre Esquerda e Direita. Assim como há em todos os países «soberanistas» de Direita e de Esquerda, também há em toda a União «europeístas» de Direita e de Esquerda. E se há, por vezes, um cheiro a «guerra civil» entre umas e outras tribos, nomeadamente por parte dos «soberanistas», que cada vez se confundem mais com os chamados «populistas», será muito difícil garantir as alianças necessárias em torno de um único eixo pró ou contra a UE.

O realismo mostra não ser por acaso que os governos empenhados em manter a Europa unida continuam a lutar pela consolidação da «moeda única». O «euro» está pois no centro do processo. A resiliência do «euro» supõe regras que, após quase 20 anos, têm de ser cumpridas por todos os aderentes como no caso do seu único rival, o dólar norte-americano. As complexas questões da «moeda única» e os seus correlatos políticos e económicos têm pouco «charme» ideológico, mas é por aí que passa o eixo das opções que se oferecem às várias «tribos europeias»!(ler artigo completo)

Angústia ...


Sonhar o sonho impossível,

Sofrer a angústia implacável,
Pisar onde os bravos não ousam,
Reparar o mal irreparável,
Amar um amor casto à distância,
Enfrentar o inimigo invencível,
Tentar quando as forças se esvaem,
Alcançar a estrela inatingível:
Essa é a minha busca.

Dom Quixote

sexta-feira, 23 de março de 2018

Notícias Soltas

O Relatório

Soube-se esta semana que o Governo não autorizou o reforço de meios humanos e materiais que lhe foi solicitado em tempo oportuno, e por diversas ocasiões, em relação ao combate aos incêndios, nomeadamente os de Outubro de 2017. Na semana passada, num dos seus habituais comícios parlamentares, o líder da frente de esquerda, António Costa, atirou para o ar que "um dos principais problemas do país é a péssima qualidade da informação que só acorda para os problemas nas tragédias". Menos de uma semana depois o relatório mostra que afinal o problema está num Governo que nem nas tragédias acorda. Os peritos que elaboraram o relatório são claros: o Governo ordenou a desmobilização de meios, ignorou alertas que indicavam os perigos dessa desmobilização, não acedeu a pedidos de meios humanos e aéreos quando as chamas já lavravam. A razão de ser disto - assim como, por exemplo, dos sucessivos e graves problemas na saúde - é sempre a mesma: o dinheiro não chega para tudo e quando se trata de escolher entre pagar a presença do PCP e do Bloco no apoio parlamentar ou cuidar dos problemas do país, a escolha recai na manutenção da paz podre dentro da frente de esquerda, através da satisfação das reivindicações corporativas que passaram a ser o seu alimento. Nalgum momento o Presidente da República vai ter de dizer se prefere que existam mais vítimas de catástrofes ou de doenças, ou se quer continuar a permitir a chantagem dessas reivindicações em nome de uma falsa estabilidade. 

Fonte: Manuel Falcão,J Negócios

Viver Interessa Mais Que Ter Vivido ...

Viver interessa mais que ter vivido; e a vida só é vida real quando sentimos fora de nós alguma coisa de diferente.

Agostinho Silva

quinta-feira, 22 de março de 2018

Notícias Soltas

Vivemos Na Era Da Governação Por Ilusionismo

As medidas deste ano no IRS beneficiam mesmo os que têm rendimentos mais elevados, apesar de terem sido apresentadas como atingindo o objectivo exactamente oposto. Decisões destas, sem que se oiça uma palavra do PCP e do Bloco de Esquerda seriam impensáveis noutros tempos. E aqui temos mais um exemplo do ilusionismo que se tem praticado na governação.
Outros dossiers revelam exactamente as mesmas características, de ilusionismo, de expectativas criadas que não se concretizam e, em termos gerais, de infantilização da sociedade. Transformando-nos em incapazes de compreender que o Estado não tem, de facto, dinheiro para fazer aquilo que o Governo está a prometer. Que a ideia de que havia outra alternativa, por contraponto ao não há outra alternativa (retirado da expressão em inglês There Is No Alternative, TINA), é viável em tudo menos quando não há dinheiro.
É nesta ilusão de alternativa que a prometida integração dos precários se vai atrasando, assim como a aplicação as progressões nas carreiras. É por isso que a Saúde se vê congelada e com necessidade de ser chamada aos rigores financeiros das estratégias cativadoras de Centeno. É também por isso que se arrastaram os processos das vítimas de Pedrogão, que só o Presidente conseguiu acelerar para vermos agora em Março o pagamento das primeiras indemnizações às vítimas. Mas faltam ainda os feridos.
Excertos do artigo de Helena Garrido, OBSR

Dois Horizontes Fecham A Nossa Vida


Dois horizontes fecham nossa vida: 

         Um horizonte, — a saudade 
          Do que não há de voltar; 
          Outro horizonte, — a esperança 
          Dos tempos que hão de chegar; 
          No presente, — sempre escuro,— 
          Vive a alma ambiciosa 
          Na ilusão voluptuosa 
          Do passado e do futuro. 

          Os doces brincos da infância 
          Sob as asas maternais, 
          O vôo das andorinhas, 
          A onda viva e os rosais; 
          O gozo do amor, sonhado 
          Num olhar profundo e ardente, 
          Tal é na hora presente 
          O horizonte do passado. 

          Ou ambição de grandeza 
          Que no espírito calou, 
          Desejo de amor sincero 
          Que o coração não gozou; 
          Ou um viver calmo e puro 
          À alma convalescente, 
          Tal é na hora presente 
          O horizonte do futuro. 

          No breve correr dos dias 

          Sob o azul do céu, — tais são 
          Limites no mar da vida: 
          Saudade ou aspiração; 
          Ao nosso espírito ardente, 
          Na avidez do bem sonhado, 
          Nunca o presente é passado, 
          Nunca o futuro é presente. 

          Que cismas, homem? – Perdido 
          No mar das recordações, 
          Escuto um eco sentido 
          Das passadas ilusões. 
          Que buscas, homem? – Procuro, 
          Através da imensidade, 
          Ler a doce realidade 
          Das ilusões do futuro. 
          
          Dois horizontes fecham nossa vida. 

Machado de Assis