terça-feira, 1 de setembro de 2015

Opinião: Imigração Síria

Entendamo-nos: não é aceitável deixar seres humanos a morrer no mar ou nas fronteiras, mas não é prudente induzir ainda mais gente a correr o risco da migração.

Há quem pense que a questão só pode ser resolvida na origem. Com efeito, o problema da imigração síria esconde a tolerância ocidental da ditadura de Assad e do abominável Estado Islâmico. Mas nada aí irá mudar,  até porque nunca dependeria da Europa, mas dos EUA. Que fazer, então? A esse respeito, conviria escutar o professor Paul Collier, da Universidade de Oxford, autor de Exodus (2013), o melhor livro sobre imigração.

No caso da Síria, Collier  sugeriu recentemente o estabelecimento de zonas de segurança, dentro da Síria ou em países limítrofes, onde os refugiados pudessem viver e trabalhar, enquanto esperam o processamento dos seus pedidos de asilo ou o regresso após o fim da guerra. É uma ideia,  sobre uma questão que sempre gerou mais atitudes do que ideias. (Fonte)

1 comentário:

rui disse...

BANDALHEIRA: pessoal que não se preocupa com a construção duma sociedade sustentável (média de 2.1 filhos por mulher)... critica a repressão dos Direitos das mulheres... todavia, em simultâneo, para cúmulo, defende que... se deve aproveitar a 'boa produção' demográfica proveniente de determinados países [nota: 'boa produção' essa... que foi proporcionada precisamente pela repressão (+- úteros ambulantes) dos Direitos das mulheres - ex: islâmicos]... para resolver o deficit demográfico na Europa!?!?!
.
.
Todos diferentes, todos iguais!...
---> Isto é: TODAS as identidades Autóctones devem possuir o Direito de ter o SEU espaço no planeta!...
{nota: Inclusive as de 'baixo rendimento demográfico' (reprodutivo)!... Inclusive as economicamente pouco rentáveis!...}
---> Uma NAÇÃO é uma comunidade duma mesma matriz racial onde existe partilha laços de sangue, com um património etno-cultural comum.
---> Uma PÁTRIA é a realização de uma Nação num espaço.
Leia-se:
- os 'globalization-lovers' que fiquem na sua... desde que respeitem os Direitos dos outros... e vice-versa!
.
P.S.
Nazismo não é o ser 'alto e louro', bla bla bla,... mas sim... a busca de pretextos com o objectivo de negar o Direito à Sobrevivência de outros!
-> Existem 'globalization-lovers'... e existem 'globalization-lovers' nazis - estes buscam pretextos para negar o Direito à Sobrevivência das Identidades Autóctones.
.
P.S.2.
Devemos estar preparados para a CONVERSA DO COSTUME dos nazis made-in-USA [nota: estes nazis provocaram holocaustos massivos em Identidades Autóctones]: «a sobrevivência de Identidades Autóctones provoca danos à economia…»
[Nota: é preciso dizer não ao nazismo democrático e sim ao separatismo, isto é: é preciso dizer NÃO àqueles que pretendem determinar/negar democraticamente o Direito à Sobrevivência de outros.]
.
P.S.3.
http://separatismo--50--50.blogspot.com/
(antes que seja tarde demais)