quarta-feira, 14 de novembro de 2018

Perguntará O Leitor: Porque É Que 50 Anos Depois Voltamos Ao Grito De Paris ?

A resposta é simples mas aponta para problemas complexos. 
É que agora, tal como então, há entre os jovens um sentimento generalizado de oposição à política.Mais do que não encontrarem o seu lugar no sistema representativo, os jovens creem que ele há muito que os deixou de representar as suas ambições e as suas preocupações.
O pior é que não são apenas os jovens que nutrem este tipo de sentimento, roçando a aversão ao governo representativo. Ele é transversal a todas as faixas etárias e a todos os estratos sociais, em todas as latitudes democráticas do mundo.
Que ninguém se surpreenda, por isso, com os fenómenos de intolerância e radicalismo que brotam do interior da nossa ordem demo-liberal.
O mais paradoxal é que isto acontece no tempo em que o mundo está, supostamente, mais interligado, mais participado e mais informado.
Pode acontecer que a era do conhecimento seja, no fim do dia, a era da ignorância. Tal constatação seria trágica. Todavia, caminhamos para lá chegar.
Precisamos de querer. Querer mudar o nosso bairro. Querer mudar a nossa cidade e o nosso país. E, querendo mesmo muito, querer mudar a Europa.
Porque como dizia Santo Agostinho, “nada está tão em poder da vontade como a própria vontade.”
Voltemos a ser capazes de construir projetos comuns de paz, concórdia e prosperidade. Voltemos a ser capazes de sonhar com a utopia. 
Sejamos realistas. Procuremos o impossível.

Loucura ...

Nos indivíduos, a loucura é algo raro - mas nos grupos, nos partidos, nos povos, nas épocas, é regra.

Friedrich Nietzsche

terça-feira, 13 de novembro de 2018

Notícias Ao Fim Da Tarde

*Theresa May e UE chegam a acordo sobre Brexit — ministros já foram chamados para discutirem o documento



Esta É A Frase

O Bloco não está mais moderado: está até, na recusa do pluralismo, muito mais radical. Antes, atacava as “políticas de direita”. Agora, ataca a ideia de que possa haver uma “direita”.

Rui Ramos, OBSR

A imprensa portuguesa é muito generosa: só assim se explica que, contra toda a evidência, tivesse dedicado um fim de semana inteiro à procura de “moderação” e “maturidade” no congresso do Bloco de Esquerda, tal como, no Verão, houve quem encontrasse “empreendedorismo” no caso Robles. Como explicar tanta boa vontade?

A Casa Ideal Para Um Escorpião

Estilo De Decoração: Glamour Paixão
O projeto da casa de Escorpião é uma clara extensão de seu caráter. Não é raro ver em casas escorpianas cores energéticas, como vermelho e roxo. Eles não possuem medo de transformar a casa em um grande teatro, com toques góticos e pitadas de glam.
Figuras exóticas, lustres antigos, almofadas de seda e tapetes grossos sempre têm espaço no lar de Escorpião. Podemos encontrar mobiliário em madeira escura, ferro forjado, couro, cobre e metais brilhantes.
O Máximo Para Escorpião
Itens como enormes lustres de cristal, espelhos de corpo inteiro e elegantes poltronas de couro ou veludo irão deliciar todos escorpianos. A única coisa que não tem lugar na casa de Escorpião é o tédio!

segunda-feira, 12 de novembro de 2018

Notícias Ao Fim Da Tarde

*Bruno de Carvalho está indiciado por 56 crimes, incluindo terrorismo, sequestro e posse de arma proibida

*Ex-ministro Martins da Cruz encabeça Conselho Político Estratégico do Aliança

*Avião com 149 passageiros aterra de emergência em Faro depois de ser escoltado pela Força Aérea


Esta É A Frase

«O melhor esconderijo é onde ninguém se lembra de procurar: à vista de todos. Enquanto os olhares focarem na direita, poucos verão que o populismo habita sobretudo na esquerda à beira de tomar o poder.»

Alexandre homem Cristo, OBSR

Está em curso, portanto, uma batalha pelo domínio da linguagem, neste caso pela definição de “populismo”. Uma batalha que, como se percebeu na convenção do Bloco de Esquerda deste fim-de-semana, é fundamental para o processo de reabilitação dos bloquistas: a melhor forma de se apresentar como moderado (para chegar ao governo) é acusar os outros de radicalismo (na direita). Afinal, o melhor esconderijo é mesmo onde ninguém se lembra de procurar: à vista de todos. Enquanto os olhares estiverem a ser direccionados para a direita, poucos verão que as manifestações de populismo vêm, sobretudo, de uma esquerda que está à beira de tomar o poder.

Que Vistes Meus Olhos


ALHEIO 

Que vistes meus olhos 
Neste bem, que vistes 
Que vos vejo tristes? 

VOLTAS 

As vossas lembranças 
Não vos dão tormentos, 
Nem levam os ventos 
Vossas esperanças. 
Não sei que mudanças 
Vós de novo vistes, 
Que vos vejo tristes. 
Que dor ou que medos 
Causam vossa dor? 
Lágrimas d'amor 
Descobrem segredos. 
Eu vos via ledos; 
Vós não sei que vistes, 
Que vos vejo tristes. 

Diogo Bernardes, 'Antologia Poética'

domingo, 11 de novembro de 2018

Notícias Ao Fim Da Tarde

*À terceira foi de vez. A história do avião que esteve em apuros em Lisboa e fez “aterragem limpíssima” em Beja





Esta É A Frase

A histeria em torno das fake news, da imprensa de direita, das notícias reaccionárias… procura legitimar a censura e diabolizar qualquer análise à tribalização das sociedades ocidentais.

Helena Matos, 'Nascidos numa civilização, morreremos numa tribo?', OBSR

Sabedoria ...

Com muita sabedoria, estudando muito, pensando muito, procurando compreender tudo e todos, um homem consegue, depois de mais ou menos quarenta anos de vida, aprender a ficar calado”.

Millôr Fernandes 

sábado, 10 de novembro de 2018

Notícias Ao Fim Da Tarde

*Catarina (re)lança Marisa para europeias e diaboliza maioria absoluta do PS









Esta É A Frase

Mas os políticos ainda não perceberam que o mundo mudou e que as golpadas do antigamente vão acabar mal? Que é muito difícil esconder para sempre uma mentira ou comportamentos éticos pouco recomendáveis?

Vitor Raínho Ji (artigo completo ler)

Gosto De Gente Que Sorri

Gosto de gente que sorri com os olhos, que sorri com a alma, que sorri de dentro pra fora e vice versa. Gente que sorri apesar de tudo, que contagia quem está ao seu redor. Gente que nem parece viver num mundo tão injusto, porque sorri, sorri de verdade.

sexta-feira, 9 de novembro de 2018

Notícias Ao Fim Da Tarde

*Deputada assume que usou password de Silvano para aceder a documentos: “São todos umas virgens ofendidas numa terra onde não há virgens”




Indignação Em Vila Nova De Milfontes Com "Bairros De Caravanas" Na Costa Alentejana

A freguesia de Vila Nova de Milfontes, na Costa Alentejana, em Odemira, diz ter atingido o limite da paciência com o caravanismo e campismo selvagem que considera de "proporções absolutamente gargantuescas". A população pede agora medidas restritivas e o poder local já reagiu exigindo fiscalização apertada e multas pesadas para os infratores.

Fonte: Tribuna Alentejo

Coragem ...

Coragem é afrontar a opinião pública; avaliá-la no seu justo preço; atirar-lhe à cara com os escândalos e com o ouro; passar com a cabeça alta por diante dos «tartufos»... Matilha de cães que nos rasgam as franjas dos vestidos, mas só isso!...

Camilo Castelo Branco 

quinta-feira, 8 de novembro de 2018

Notícias Ao Fim Da Tarde

*Criação da taxa de Proteção Civil vai ser chumbada no Parlamento






É Este O Homem Que Alguma Nata Da Política E Da Cultura Portuguesas Tem A Honra De Apoiar?

Uma Sociedade Doente E Sem Emenda

Eu sei que o Montepio Geral patrocinou concertos a muita gente, mas por amor de Deus: alguém lê jornais? Alguém se deu ao trabalho de comprar o PÚBLICO de domingo passado para ver aquilo que Cristina Ferreira escreveu sobre as ligações entre Tomás Correia e o empresário José Guilherme, que recebeu a astronómica quantia de 28,4 milhões de euros do Montepio (quase toda por liquidar), incluindo um empréstimo de 8,5 milhões de euros a título pessoal no mesmo ano em que José Guilherme ofereceu 8,5 milhões de euros a Ricardo Salgado a título de “liberalidades”? Ninguém ouviu falar disto? É este o homem que alguma nata da política e da cultura portuguesas tem a honra de apoiar? Muito sinceramente, há coisas que ultrapassam o meu entendimento. Eu percebo que as pessoas possam ser amigas de Tomás Correia e que lhe devam simpatias, e até favores. Não percebo que não haja limites para o amiguismo, mesmo quando os amigos andam há décadas a desgraçar o país.

Eu olho para aquela lista e penso: como é possível? A lista chama-se “Comissão de Honra da Lista A” e apoia a recandidatura de Tomás Correia à liderança da Associação Mutualista Montepio Geral.

Tomás Correia foi capaz de constituir uma equipa que integra o inevitável padre Vítor Melícias (presidente da Assembleia Geral), uma administradora da confiança do actual Governo (a socialista Idália Serrão, que faz parte do Conselho Nacional do PS), e um Conselho Geral que percorre todas as capelinhas de acesso ao poder político: Maria de Belém Roseira, Luís Patrão (velho amigo de José Sócrates e Armando Vara e membro da Comissão Permanente do PS), o social-democrata José de Matos Correia, e até a comunista Maria das Dores Meira, presidente da Câmara de Setúbal.

Tomás Correia conseguiu [ainda], no mês de Novembro de 2018, com toda a gente já fartinha de saber o que foi o seu consulado à frente do Montepio, apresentar uma Comissão de Honra com tantas personalidades destacadas da sociedade portuguesa, é coisa para me encher de vergonha alheia. 

Olhem-me para esta lista: Manuela Ramalho Eanes, Rui Nabeiro, Vasco Lourenço, Francisco Moita Flores, José Eduardo Martins, Jorge Coelho, Edmundo Martinho (provedor da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa), Carlos Zorrinho, Fernando Seara, aos quais convém adicionar aqueles que, segundo li no jornal i, estiveram na cerimónia de apresentação da candidatura: Camané, Cuca Roseta, Maria do Céu Guerra, Carlos Lopes, João Pedro Pais, Vitorino, Hélder Moutinho, António Manuel Ribeiro (UHF), António-Pedro Vasconcelos, os ex-presidentes do Sporting Godinho Lopes e Sousa Cintra, “entre outras figuras públicas”. (ler aqui artigo completo)

(excertos do artigo de João Miguel Tavares no Público)

A Sinceridade Absoluta Não Existe

Uma coisa é certa: a sinceridade absoluta não existe, pois ela acabaria nos sendo tão nociva quanto a falsidade. Devemos, portanto, ser verdadeiros em relação àquilo que nos impele a lutar pelo que queremos de forma ética, que nos sustenta durante os naufrágios emocionais, que nos torna capazes de recomeçar, de acreditar, de apoiar, que nos força a enfrentar corajosamente as injustiças ao nosso redor e os fantasmas dentro de nós. Somente a sinceridade nos deixa prontos para amar e ser amados, para compartilhamos nossas vidas e experenciarmos o prazer e a felicidade a que todos temos direito.


Marcel Camargo