quinta-feira, 19 de julho de 2018

Notícias Soltas

*Bruxelas quer alargar taxa do aeroporto a residentes. Mas nem os turistas a pagam





Esta É A Frase

Este neossocialismo criou uma dívida descomunal porque os governos precisavam de crescimento económico para pagarem as promessas com que ganharam eleições. Agora, em 2018 (o tal futuro), não há dinheiro nem para investimento público nem para investimento privado. Não há mais forma de se gastar hoje o que se espera obter ou ganhar amanhã. Qualquer atividade económica rentável é de tal modo taxada e afogada em regulamentações, é de tal modo vista com maus olhos (veja-se o caso do alojamento local) que a poupança se torna impossível. Sem poupança, não há capital. E com as famílias e as empresas descapitalizadas também não há investimento sustentável. Só dívida. 

André Abrantes Amaral, Ji

Sempre O Futuro, Sempre ! E O Presente


Sempre o futuro, sempre! e o presente 
Nunca! Que seja esta hora em que se existe 
De incerteza e de dor sempre a mais triste, 
E só farte o desejo um bem ausente! 

Ai! que importa o futuro, se inclemente 
Essa hora, em que a esperança nos consiste, 
Chega... é presente... e só à dor assiste?... 
Assim, qual é a esperança que não mente? 

Desventura ou delírio?... O que procuro, 
Se me foge, é miragem enganosa, 
Se me espera, peor, espectro impuro... 

Assim a vida passa vagarosa: 
O presente, a aspirar sempre ao futuro: 
O futuro, uma sombra mentirosa. 

Antero de Quental

quarta-feira, 18 de julho de 2018

Notícias Soltas (act.)

*Reforma laboral aprovada com ajuda da direita. Mas PS ficou isolado no voto a favor






Não Sei Dizer Quem Sou ...

"É curioso como não sei dizer quem sou. Quer dizer, sei-o bem, mas não posso dizer. 
Sobretudo tenho medo de dizer porque no momento em que tento falar não só não exprimo o que sinto como o que sinto se transforma lentamente no que eu digo."

Clarice Lispector 

terça-feira, 17 de julho de 2018

Notícias Soltas (act.)

*Manuel Pinho recusa responder no Parlamento sobre o GES









Trapalhadas E Mais Trapalhadas. De Ontem E De Hoje. Como Será Amanhã?

1- Azeredo Lopes tudo faz para se agarrar ao poder, ao passo que Trump continua envergonhar a América que se propôs voltar a engrandecer. Um circo, portanto.

Hoje, terça-feira, haverá reunião da Comissão Parlamentar de Defesa. Esta reunião inclui a audição de Azeredo Lopes, estando na agenda o inacreditável dossier Tancos. Nunca será demais lembrar que Azeredo Lopes se tinha comprometido a entregar este dossier ao Parlamento até ao final de Fevereiro passado. O Expresso explicou agora, e com estrondo, o silêncio incapaz de Azeredo Lopes.
O país habituou-se a um Ministro da Defesa patusco, fértil em tiradas apatetadas e hábil em agarrar-se a quem manda. Numa altura me que a Saúde entrou em colapso, a educação segue sem rumo conhecido e as promessas de reposição não chegam, as enormes dificuldades e incertezas que os portugueses sentem no seu dia-a-dia distraem de matérias da maior relevância, como é o caso da Defesa Nacional. Entre as agruras que Centeno inflige, até se poderão rir com Azeredo Lopes e os seus números, mas é muitíssimo mais grave que isso.
2-Há em Portugal uma enorme confusão sobre a política americana. Um sector significativo da direita tende a defender os republicanos, porque estes se encontram mais à direita no espectro americano, enquanto o grosso da esquerda que não abomina os Estados Unidos tout court se mostra apologética dos democratas. Os únicos pontos reais de contacto são algumas das políticas de costumes, fora isso, o Partido Democrata está muito à direita do CDS nas matérias essenciais de governação, enquanto o Partido Republicano não tem paralelo na sociedade portuguesa.
A visita de Trump ao Reino Unido não só envergonhou os recalcitrantes que o apoiam, como, mais uma vez, envergonhou a América que se propôs voltar a engrandecer. Não foi apenas a imposição da boçalidade onde a etiqueta se exige, foi muitíssimo mais, foi a ingerência inadmissível que só se tolera aos inimputáveis. (ler aqui artigo completo)

Clarão


O que isto é, viver! 
Abrir os olhos, ver, 
E ser o nevoeiro que se vê! 
Nevoeiro ao nascer, 
Nevoeiro ao morrer, 
E um destino na mão que se não lê... 


Miguel Torga 

segunda-feira, 16 de julho de 2018

Notícias Soltas

*Residência alternada. Petição a ser entregue na Assembleia enfrenta oposição de 23 associações



Estas São As Frases

*Independentemente das equações eleitorais, o período de governação de António Costa arrisca-se a ficar para a história como uma oportunidade perdida -- como foram os Governos Guterres.

Luís Rosa, OBSR 

*Os portugueses são os campeões da indignação contra os seus políticos, mas são também os principais culpados pelos políticos que têm: votam neles, porque deles aceitam tudo e já não esperam nada.

Alexandre Homem Cristo, OBSR

*Não há maneira de nos livrarmos da nossa prática de não fixar objectivos para as medidas políticas ou de aplicá-las com resultados conflituantes. O socorro ao interior não é, infelizmente, excepção.

Paulo Ferreira, ECO

Somos Todos Prisioneiros ...

"Somos todos prisioneiros, mas alguns de nós estão em celas com janelas, e outros sem"
Khalil Gibran  

domingo, 15 de julho de 2018

Notícias Soltas

*Ministro da Defesa: esclarecimentos sobre Tancos? Só Ministério Público o pode fazer





Assim Acontece

Ao todo, a carga fiscal já representa 34,7% do PIB, o valor mais alto de sempre. Importa questionar: o que está a ser feito para reduzir esta cifra e assim devolver aos portugueses uma fatia maior da riqueza que produzem com o seu trabalho? Será aceitável que, ao mesmo tempo que permite que os funcionários públicos trabalhem 35 horas por semana, o Estado fique com uma fatia crescente da riqueza criada pelos portugueses que são obrigados a trabalhar 40 horas (ou mais)? Onde está a justiça social de tudo isto?
Agostinho da Silva tinha razão. O Homem não existe por causa do trabalho. Mas também não existe para pagar os impostos necessários para manter um Estado refém de lobbies e corporações, que não se reforma nem deixa reformar. Pois é o Estado que existe por causa do Homem, não o contrário.

Filipe Alves, JE  

Ajuda


Porque o amor é simples, 
Vale a pena colhê-lo. 
Nasce em qualquer degredo, 
Cria-se em qualquer chão. 
Anda, não tenhas medo! 
Não deixes sem amor o coração! 

Miguel Torga

sábado, 14 de julho de 2018

Notícias Soltas

*Marcelo exige “esclarecimento cabal” sobre que se passou em Tancos. Ainda há explosivos por encontrar

Esta É A Frase

«Sabe aquele velho amigo que já não vê há algum tempo e com quem de repente esbarra, porque não havia opção? A conversa começa num efusivo “olá, pá, há quanto tempo!” e acaba no inevitável “a ver se combinamos alguma coisa” que nunca ninguém sabe se vai acontecer ou sequer se quer que aconteça. Foi mais ou menos isso que deu este debate do estado da nação, transformado num debate do estado da geringonça que parece ter dado um tempo, quer continuar, mas em que ninguém marca a data do cafezinho do reencontro.»

Rita Tavares e Rita Dinis , OBSR

A Fórmula Da Minha Felicidade

A fórmula para a minha felicidade: um Sim, um Não, uma linha recta, uma meta.
Friedrich Nietzsche 

sexta-feira, 13 de julho de 2018

Eis A Questão ...

Por que Costa tem de jurar amor à geringonça tantas vezes?

Estabilizar o sucesso da geringonça, jogar nos dois tabuleiros políticos, retirar ao PS o ónus de uma possível rutura e aliviar tensões para o OE. Costa tem motivos para ser um pinga-a-amor.