sábado, 1 de outubro de 2016

Quando As Circunstâncias Mudam ...

"Quando novas informações surgem e as circunstâncias mudam já não é possível resolver os problemas com as soluções de ontem."

 Roger von Oech  

sexta-feira, 30 de setembro de 2016

O Veto De Marcelo

Ao diploma que permitia o acesso às contas bancárias acima de 50 mil euros

O Presidente devolve diploma ao Governo apontando uma "patente inoportunidade política", devido ao momento que banca vive. Considera que a lei vai "mais longe" que as directivas comunitárias.

Está aí o terceiro veto de Marcelo em meio ano: o Presidente da República devolveu esta sexta-feira ao Governo o diploma que permitia o acesso às contas bancárias acima de 50 mil euros, considerando que esta alteração na lei é de uma “patente inoportunidade política”, devido ao sensível processo de consolidação da banca portuguesa e à necessidade de não abalar a confiança de depositantes e investidores.

O Presidente acusa ainda o governo de ir além do que exigem as directivas comunitárias, Para Marcelo “não era imposto por nenhum compromisso externo” o alargamento do levantamento do sigilo bancário a “portugueses ou outros residentes, incluindo sem qualquer actividade fiscal ou bancária fora de Portugal“.

O chefe de Estado lembra também que o sigilo actualmente já não é intocável, pois “existem já numerosas situações em que a Autoridade Tributária e Aduaneira pode aceder a informação coberta pelo sigilo bancário, sem dependência de autorização judicial, nomeadamente quando existam indícios de prática de crime em matéria tributária, de falta de veracidade do declarado, de acréscimos de património não justificado.”

Fonte: OBSR  

Os Anti-inflamatórios E O Risco Cardíaco

Os anti-inflamatórios como o iboprofeno e o diclofenaco estão ligados a um maior risco de problemas cardíacos, segundo um estudo publicado na quinta-feira na revista "British Medical Journal".

Segundo o estudo, as pessoas que consomem aquela classe de medicamentos tem 19% de probabilidades de ter uma falha cardíaca nos 14 dias seguintes a ingestão do medicamento.
As conclusões da equipa da Universidade Milano-Bicoca (Itália) baseiam-se em dados relativos a 10 milhões de pessoas do Reino Unido, Holanda, Itália e Alemanha, que iniciaram um tratamento com aqueles anti-inflamatórios entre 2000 e 2010.
Estudos anteriores já tinham estabelecido um vínculo entre aquele tipo de medicação e ritmos cardíacos anormais, assim como o aumento do risco de as pessoas sofrerem de ataques cardíacos e derrames cerebrais se consumidos de forma regular.

"Sabemos desde há anos que aquele tipo de medicamentos deve ser utilizado com precaução pelos pacientes com risco de sofrerem de problemas cardíacos, particularmente adultos", afirmou, em comunicado, Peter Weissberg, diretor da organização britânica, que realizou a investigação médica "British Heart Foundation".

Fonte: JN    

Luz Da Vela ...



Vela acesa numa mão que anseia por paz, tranquilidade e serenidade.

quinta-feira, 29 de setembro de 2016

Assim Acontece ...

Numa sociedade assimétrica como é a portuguesa, (...)  o PS português tem um resultado assegurado: quanto menor for o número de ricos, mais pobres serão os pobres. Numa sociedade em envelhecimento irreversível, afundada na dívida que contraiu para esconder a sua incapacidade de crescimento económico e com o poder político dependente dos votos daqueles que viciou na dependência da despesa pública, corrigir a desigualdade atacando o património dos ricos acabará com os ricos, mas deixará os pobres ainda pior do que estão.

António Costa não poderia governar com a plataforma parlamentar que organizou, seria barriga de aluguer para os programas dos outros. Agora aceita ser garimpeiro para adiar a evidência do seu fracasso. 

Joaquim Aguiar, J Negócios  

Perder?! Pois... Mais Vale Ser Triturado Nos Bastidores Do Que No Processo Transparente

A entrada em cena de Kristalina Georgieva na corrida ao cargo de secretário-geral das Nações Unidas era esperada. É a candidata do Partido Popular Europeu, de Angela Merkel, de Jean- -Claude Juncker, de Ban Ki-moon, etc. Reúne duas coisas consideradas essenciais nesta eleição: é mulher e é natural de um país de Leste. Juncker não teve vergonha de tomar partido – mandou um assessor anunciar o apoio a Georgieva – e de agora lhe permitir gozar uma “licença sem vencimento” para ir fazer uma campanha contra todas as regras estabelecidas nas Nações Unidas. Ao contrário dos outros candidatos, que foram submetidos a várias provas, a comissária europeia Georgieva salta por cima e bloqueia a tentativa de transparência no processo de escolha do secretário- -geral que, desta vez, a ONU tinha imposto a si mesma.(...)

 mais interessante de todo este processo obnóxio é o comportamento da Alemanha que, não sendo membro do Conselho de Segurança das Nações Unidas por causa de uns acontecimentos, de que não se pode falar, que ocorreram entre 1939 e 1945 do século passado, vem agora querer fazer valer na arena internacional o estatuto de potência dominante que a Europa lhe voltou a entregar de bandeja. (...)

Na realidade, se perder, Guterres tem à sua frente o cargo mais simpático do país: presidente da Fundação Gulbenkian. Mais vale ser triturado nos bastidores do que no processo transparente. Aí, Guterres ganhou em toda a linha.

Fonte:Ana Sá Lopes, Ji

Há Pessoas Que Nos marcam Para Sempre

Há pessoas que nos falam e nem as escutamos; há pessoas que nos ferem e nem cicatrizes deixam; mas há pessoas que simplesmente aparecem em nossa vida e nos marcam para sempre.

Cecília Meireles 

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Notícias Soltas ...

O Turbilhão Em Que Vive A Banca Europeia (act.)

Oito anos após a implosão do Lehman Brothers, que ampliou a crise financeira iniciada com os créditos subprime nos EUA, a Banca europeia vive num turbilhão.

Portugal está particularmente exposto à crise, com a capitalização milionária da Caixa com dinheiro dos contribuintes, o BCP a bater esta semana mínimos na Bolsa, e a indefinição sobre o futuro do Novo Banco. Mas a crise da Banca lusa é apenas uma gota de água comparada com a dos gigantes alemães.

O Deutsche Bank afunda-se perigosamente na Bolsa. Nesta crise, além dos contribuintes e accionistas, quem paga a conta são os bancários. As previsões de despedimentos, cá e na Europa, são aterradoras.

Fonte:Armando Esteves Pereira, CM 

Nota: Em caso de emergência, o Governo alemão poderá mesmo vir a entrar no capital do banco, através da compra de uma posição directa de 25% do capital, afirma o Die Zeit. Uma solução polémica dadas as novas regras para a banca europeia que impõem perdas aos credores e obrigacionistas (‘bail-in’) em vez do resgate por parte dos governos europeus (‘bailout’), e que foram em larga medida impostas pelo próprio governo alemão em relação aos restantes países do bloco.
“Este plano é altamente secreto, apenas cerca de meia dúzia de altos responsáveis em Berlim, Frankfurt e Bruxelas têm conhecimento. Eles estão a preparar-se para uma eventualidade que iria abalar o país e que, há apenas algumas semanas, seria totalmente impensável: a destabilização do Deutsche Bank”, adianta a mesma publicação.

Sempre Acorrentado ...



O homem nasceu livre, e em todos os lugares ele está acorrentado. 

Jean-Jacques Rousseau  

terça-feira, 27 de setembro de 2016

Esta É A Frase ...

A tentação de seguir as passadas inglesas é enorme e a pressão do partido de Wielders para que se faça um referendo não cessa de aumentar. Os holandeses já deram um “não” à União, quando rejeitaram o Tratado Constitucional, e acabam de dar outro, a propósito do acordo com a Ucrânia. É decisivo não desvalorizar o que se passa nas velhas Províncias Unidas: um “Nexit” – Netherlands Exit – seria o golpe fatal na União Europeia.

Paulo Rangel, Público

O 'Duelo' Televisivo Cinton /Trump


O duelo televisivo sorriu aos democratas mas não foi uma vitória retumbante até porque ainda restam 42 dias de campanha e ainda haverá mais debates.


Durante todo o confronto televisivo que teve lugar segunda-feira à noite nos EUA, madrugada de terça-feira em Portugal, na Universidade de Hosfra em Nova Iorque, foram patentes as diferenças de postura e de política dos dois candidatos sobre temas tão dispares como economia, discriminação racial e em relação à capacidade dos dois contendores de serem líderes da maior superpotência mundial.

Cada um fez valer os seus trunfos de uma forma prudente e sem sair fora de pé. Clinton mostrou o seu domínio aprofundado dos temas sem se enervar, sorrindo e fazendo gala da sua experiência política de mais de 30 anos, Donald Trump respondendo que esses últimos 30 anos tinham levado os EUA à posição de crise económica e política de hoje: “a experiência que ela tem é uma má experiência”, chegou a dizer o magnate republicano.(continuar a ler aqui)

O mundo viu durante noventa minutos, o contraste entre dois Estados Unidos, dois candidatos que causam mais rejeição do que a adesão, porém hoje, com algumas opções para a Casa Branca.

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Debate Entre Donald Trump e Hillary Clinton Hoje A Partir Da Uma E Meia (Pt)


O primeiro debate entre Donald Trump e Hillary Clinton vai ter transmissão em directo na SIC NotíciasRTP3.
Os dois canais informativos abrem uma emissão especial a partir da uma e meia da manhã. Na estação pública a emissão será conduzida pela pivô Sandra Pereira e contará com comentários de Ricardo Jorge Pinto e Manuel Carvalho. Na SIC Notícias não está ainda anunciado o painel responsável.
O confronto entre os dois principais candidatos às Eleições Presidenciais norte-americanas vai contar com antevisão e rescaldo por parte dos dois canais televisivos, em transmissões que duram até às quatro da manhã.

E digam lá se esta foto não é elucidativa sobre o carácter de cada um deles?

Incêndio De Grandes Proporções Em Rasmalho, Portimão

Fogo activo desde as 17 horas, altura em que foi dado o alerta às autoridades.
Neste momento o incêndio tem duas frentes activas e está a consumir uma zona de eucalipto e mato, sendo que há "habitação dispersa" no local, o que pode colocar algumas casas em risco. 
No local estão 131 bombeiros, apoiados por 36 veículos e três meios aéreos.
Há 11 corporações a combater o incêndio, estando ainda a GNR e os Sapadores florestais.
Fonte: NM 

No Comments ...

Um estudo desenvolvido pelo projecto aQueduto revela que os alunos repetentes do 9.º ano têm piores resultados do que aqueles que nunca chumbaram.

"Na generalidade dos países, incluindo Portugal, os alunos que frequentam o 9.º ano por terem chumbado apresentam piores resultados em todos os domínios do que os seus pares que também frequentam o 9.º ano, mas que nunca chumbaram", lê-se no documento, que será discutido hoje no Conselho Nacional de Educação (CNE), em Lisboa.

 O projecto aQueduto: avaliação, equidade e qualidade em educação é uma parceria entre o Conselho Nacional de Educação e a Fundação Francisco Manuel dos Santos. 

Fonte: RTP

Quer Por À Prova O Carácter De Um Homem ? Então ...

"Quase todos os homens são capazes de suportar adversidades, mas se quiser por à prova o carácter de um homem, dê-lhe poder."

Abraham Lincoln 

Está dito.

domingo, 25 de setembro de 2016

É Uma Cultura De Facilidade

Temos medo de traumatizar os meninos com a Ilíada, ou com a História... O objectivo principal passou a ser não haver insucesso escolar, e nivela-se tudo muito por baixo. Os sistemas de educação no mundo ocidental, hoje, são feitos para normalizar e desprezam os mais inteligentes. Não se valorizam nada as elites, a própria ideia de elite está mal vista, tem muito má imprensa... Veja-se a mediocridade na política espanhola, ou europeia, ou portuguesa. Onde está um Churchill, um Adenauer, um Kennedy? Logo na escola olha-se de lado para um indivíduo singular, brilhante, destacado. Torna-se suspeito e parece que é preciso igualizar todos. Mas nós não somos todos iguais!

Arturo Pérez-Reverte, Visão 

Assim acontece e poderá continuar a acontecer. Lamentável. Vamos continuar a regredir - tristeza!