domingo, 28 de maio de 2017

Os Degraus ...

Não desças os degraus do sonho 
Para não despertar os monstros. 
Não subas aos sótãos - onde 
Os deuses, por trás das suas máscaras, 
Ocultam o próprio enigma. 
Não desças, não subas, fica. 
O mistério está é na tua vida! 
E é um sonho louco este nosso mundo...

Mario Quintana    

sábado, 27 de maio de 2017

Notícias Soltas

A Arte De Não Estragar Também Merece Ser Saudada

Portugal saiu do Procedimento por Défice Excessivo e as claques entraram em cena. A direita reclamou vitória e atribuiu o feito ao governo Passos-Portas. A esquerda guardou a taça só para si e voltou à fantasia da ‘reposição de rendimentos’.

O Presidente, para serenar as crianças, disse que havia bolo para todas. Em que ficamos? Sim, o grande esforço no défice foi feito nos anos da ‘troika’. Mas o grande mérito de Costa não está naquilo que ele fez; está naquilo que ele não fez: lançar o país num PREC encapotado.

Isso implicou convidar a extrema-esquerda para o baile sem nunca permitir que ela conduzisse a dança. Melhor: depois dos amendoins da praxe (salários, pensões, etc.), os camaradas estão domados. Verdade que, com a actual maioria, o país não se reforma; e a conjuntura favorável pode ser, precisamente, conjuntural. Mas, em política, a arte de não estragar também merece ser saudada.

João Pereira Coutinho, CM  

Não Sabemos Ler O Mundo

Falamos em ler e pensamos apenas nos livros, nos textos escritos. O senso comum diz que lemos apenas palavras. Mas a ideia de leitura aplica-se a um vasto universo. Nós lemos emoções nos rostos, lemos os sinais climáticos nas nuvens, lemos o chão, lemos o Mundo, lemos a Vida. Tudo pode ser página. Depende apenas da intenção de descoberta do nosso olhar. Queixamo-nos de que as pessoas não lêem livros. Mas o deficit de leitura é muito mais geral. Não sabemos ler o mundo, não lemos os outros.

Mia Couto 

sexta-feira, 26 de maio de 2017

Um Carro Atropelou Várias Pessoas Em Berlim

Um carro atropelou várias pessoas e desceu as escadas da estação de metro na Bernauer Strasse, em Berlim, causando vários feridos, de acordo com a imprensa alemãl.


Não se sabe ainda quantas pessoas estão feridas, ao certo, nem qual a gravidade dos ferimentos. A imprensa alemã, no entanto, dá conta de 5 ou 6 feridos.
No local existe um enorme aparato policial, conforme se pode ver pelas imagens entretanto publicadas nas redes sociais. Numa das fotografias, pode ver-se o carro no interior da plataforma de metro.

Fonte: NM

Nota: Ainda não existe informação oficial por parte das autoridades mas os primeiros relatos apontam no sentido de um acidente

Nem Todos Dormem ... Ou Festejam. Raros, Quase Clandestinos, Com Medo De Estragarem O Foguetório, Estão Atentos. Desmancha-prazeres !


Então não é que para o Conselho Superior dos Tribunais Administrativos e Fiscais, foi indicado pelo PS e eleito um  advogado  conhecido por, numa entrevista, ter subtraído os gravadores aos jornalistas, atitude que lhe valeu ser condenado em pena confirmada pelo Tribunal da Relação? Na altura, o referido causídico, doublée de Deputado, suspendeu até as funções de Vice-Presidente do Grupo Parlamentar do PS e de suplente do Conselho Superior de Informações, até ao trânsito em julgado da decisão judicial, segundo li. A decisão transitou, mas pelos vistos é agora irrelevante – e tal irrelevância é partilhada pela maioria parlamentar que o elegeu –  que os membros que fiscalizam os juízes dos tribunais administrativos tenham no seu currículo uma condenação por ofensa à liberdade de imprensa e informação.

Mais. Ao que li – bem hajam redes sociais – foi também proposto  pelo PS  e  para  outro órgão consultivo para-judicial, o Conselho de Fiscalização do Sistema Integrado de Informação Criminal, outro causídico, por sinal Presidente da Distrital de Santarém, condenado com decisão transitada em julgado por actos praticados enquanto Advogado. Acreditava eu que para órgãos de Estado com funções de controlo da informação criminal só alguém com uma imaculada folha de serviços, para mais exercendo a nobre profissão de Advogado, pudesse ser indicado… Pelos vistos estou redondamente enganado.

Lamento contrariar (ainda que só um bocadinho) o estado de abençoada euforia em que vivemos…

Ricardo Leite Pinto, JE   

A Arte De Viver Pela Fantasia

A fantasia é a mãe da satisfação, do humor, da arte de viver. Apenas floresce alicerçada num íntimo entendimento entre o ser humano e aquilo que objectivamente o rodeia. Esse ambiente envolvente não tem de ser belo, singular ou sequer encantador. Basta que tenhamos tempo para a ele nos habituarmos, e é sobretudo isso que hoje em dia nos falta.

Hermann Hesse   

quinta-feira, 25 de maio de 2017

Notícias Soltas

Quinta-feira Da Ascensão

Hoje, dia 25 de Maio de 2017 celebra-se o Dia da Espiga, um costume popular que se festeja sempre na 5ª feira da Ascensão, sendo por isso móvel. 

No calendário cristão, a Ascensão de Cristo celebra a subida de Jesus ao céu 40 dias depois de sua ressurreição.
Após ter ressuscitado, Jesus permaneceu na Terra entre seus discípulos durante 40 dias, período em que os instruiu sobre o reino de Deus. Seu último momento de vida humana termina com sua subida aos céus e sua passagem para o mundo divino. A cena é descrita na passagem bíblica dos Actos dos Apóstolos 1, 9-10 da seguinte maneira:
“Depois de dizer isso, Jesus foi elevado aos céus, a vista deles. Uma nuvem os encobriu, de forma que seus olhos não podiam mais vê-lo.

Este é um dia especialmente significativo para as sociedades agrárias tradicionais, como até há pouco tempo foi a nossa, que tanto dependiam da agricultura, da fertilidade da terra, da cadência das chuvas, do favor dos deuses. Para os conseguir, sempre os agricultores praticaram rituais, fossem quais fossem as divindades invocadas. A apanha da espiga, em Quinta-feira de Ascensão, é um sinal que resta desse gesto antigo que tinha por intenção providenciar, simbolicamente, a fartura de pão para o ano inteiro.

Maio é mês particularmente festivo, pois corresponde ao meio da primavera, altura do ano agrícola em que se inicia o amadurecimento das sementes e dos frutos: Por onde maio passou tudo espigou.

A apanha da espiga, mesmo hoje, quase nunca é um acto solitário. Em tempos, (segundo a narração de Matias Coelho no 'mediotejo' em 4 de Maio de 2016)
até há cerca de meio século, saía-se para o campo em ranchos, sobretudo de rapazes e raparigas, mas que integravam também gente de todas as idades, incluindo crianças e idosos. Levava-se o farnel que se partilhava à sombra das árvores mais frondosas e então colhiam-se as várias espécies para compor, com arte e afecto, o raminho benfazejo.

O ramalhete da espiga não tem uma composição fixa, variando muito de região para região e até de uma terra para a outra. No entanto, há elementos que surgem quase sempre e que encerram uma simbologia especial. Em vários locais do Ribatejo colhem-se habitualmente três espigas de trigo, três malmequeres amarelos e três papoilas, mais um raminho de oliveira em flor, um esgalho de videira com o cacho em formação e um pé de alecrim ou de rosmaninho florido. As espigas querem dizer fartura de pão; os malmequeres, riqueza; as papoilas, amor e vida; a oliveira, azeite e paz; a videira, vinho e alegria; o alecrim ou rosmaninho, saúde e força. Guardado em casa, o raminho da espiga não deve ser perturbado na sua quietude, sendo substituído apenas no ano seguinte por outro igual mas mais viçoso.

Sinfonietta De Lisboa Abre O 7º Festival De Música De Setúbal

O concerto "Boas migrações", da Sinfonietta de Lisboa, no Fórum Luísa Todi, abre hoje a 7.ª edição do Festival de Música de Setúbal, com a Camerata de Cordas e os maestros Vasco Pearce de Azevedo e Kerem Hasan.

Nos violinos vão estar Lia Yeranosyan, Josefina Fernandes e Joana Praça, enquanto Sofia Azevedo tocará violoncelo. No concerto serão interpretadas composições de Handel, Stravinsky e Béla Bártok.
A relação entre das culturas da Península Ibérica dá o mote à edição deste ano do Festival de Música de Setúbal, com o tema "Migração".
Da edição deste ano do certame, a organização destaca a participação de Dejan Ivanovic, proveniente de Tuzla (Bósnia-Herzegovina) que é "atualmente considerado um dos mais conceituados guitarristas clássicos", que atuará em três concertos diferentes. (saiba mais aqui)

Felicidade ..


Felicidade é quando o que você pensa, o que você diz e o que você faz estão em harmonia.

Mahatma Gandhi 

quarta-feira, 24 de maio de 2017

Notícias Soltas




Seca Na Bacia Do Sado Exige Tomada De Decisão De Restrição De Água No Alentejo


A Agência Portuguesa do Ambiente aprovou hoje um conjunto de medidas para gestão dos recursos hídricos, definindo medidas específicas para a bacia hidrográfica do Sado, a única que se encontra em situação de seca. Além da diminuição de regas em hortas e jardins, a APA recomenda o encerramento das fontes decorativas, a proibição de encher piscinas e de lavagem de automóveis.

O Bem E O Mal

Aqueles que fazem o bem, fazem-no em grande quantidade: ao provarem aquela satisfação, sentem que é suficiente, e não querem ter o aborrecimento de se preocupar com todas as consequências; mas aqueles que sentem prazer em fazer o mal, são mais diligentes, estão sempre atrás de nós até ao fim, nunca estão tranquilos, porque têm aquela ideia fixa que os corrói.

Manzoni 

terça-feira, 23 de maio de 2017

Notícias Soltas

Morreu Roger Moore



Roger Moore morreu, aos 89 anos, na Suíça. O anúncio foi feito pela família, esta terça-feira. Num curto comunicado, os filhos lamentam a morte do seu "querido pai" após uma curta, mas dura batalha contra o cancro".
Sir Roger fez sete filmes como James Bond. Foi também embaixador da Unicef.

Paulo Macedo E As Tentativas De Politizar A Caixa

O presidente da CGD afirma ao ECO que quer “uma Caixa e não uma Caixinha”. Na avaliação dos primeiros 100 dias, avisa que o banco público “não faz a reestruturação da sua rede por capricho”.

No rescaldo dos primeiros 100 dias à frente dos destinos da Caixa Geral de Depósitos (CGD), e depois de ter apresentado as contas do primeiro trimestre, Paulo Macedo aceitou responder, por correio eletrónico, a algumas perguntas do ECO.- ora leia.

segunda-feira, 22 de maio de 2017

Dupla Delícia ...

O livro traz a vantagem de a gente poder estar só e ao mesmo tempo acompanhado.

Mario Quintana 

Notícias Soltas

Saída De Défice Excessivo Deixa O País Sujeito A Regras Mais Apertadas, Mas Abre Caminho À Flexibilidade

A saída de Portugal do Procedimento por Défice Excessivo (PDE) vai deixar o país sujeito a regras mais apertadas, mas vai abrir também caminho a cláusulas de flexibilidade, vedadas até aqui, que permitem desvios face àquelas obrigações.

Depois de oito anos em que Portugal esteve no PDE, por ter um défice superior a 3% do Produto Interno Bruto (PIB), tudo indica que Bruxelas encerre procedimento na segunda-feira: depois de o défice de 2016 ter sido de 2% do PIB e de a Comissão Europeia antecipar que o défice se mantém abaixo daquele valor de referência até 2018.

No entanto, esta decisão não significa necessariamente um alívio para Portugal uma vez que, saindo do PDE, passa do braço correctivo para o braço preventivo do Pacto de Estabilidade e Crescimento (PEC), ficando do mesmo modo obrigado a apresentar ajustamentos estruturais todos os anos e a baixar a dívida pública a um ritmo mais acelerado.

Uma dessas regras é alcançar o Objetivo de Médio Prazo (OMP) que é fixado para cada país e em termos estruturais – ou seja, sem considerar a variação do ciclo económico e o impacto das medidas temporárias – e é actualizado normalmente a cada três anos. (continuar a ler)

Teia ...


Aranha do meu destino
Faz teias de eu não pensar.
Não soube o que era em menino,
Sou adulto sem o achar.
É que a teia, de espalhada
Apanhou-me o querer ir...
Sou uma vida baloiçada
Na consciência de existir.
A aranha da minha sorte
Faz teia de muro a muro...
Sou presa do meu suporte.


Fernando Pessoa 

domingo, 21 de maio de 2017

Notícias Soltas

Agora Sabemos Quem Nos Governa

O Presidente Marcelo, o primeiro-ministro, o presidente da Assembleia da República e a própria Assembleia enlouqueceram com Salvador Sobral. Não há a menor dúvida. E, para quem ainda duvide, basta ligar a televisão. Não me lembro de ver um espectáculo remotamente parecido (a Câmara dos Comuns, por exemplo, a aplaudir de pé Gardiner, Simon Rattle ou os Beatles). O populismo da classe dirigente portuguesa, toda ela, nunca desceu tão baixo. A pressa em roçar-se pela fama de um pobre cantor indefeso e desarmado mostra bem quem é esta gentinha da política, que Portugal inteiro despreza. Por um voto e um pouco de presuntiva simpatia, roubada ao próximo, vende unanimemente a sua dignidade e a dignidade das suas funções. O carácter, para ela, não passa de uma ficção. Agora sabemos quem nos governa.

Vasco Pulido Valente, OBSR  

Nota: é claro que não é de agora, há muito que sabemos quem nos governa; mas todos os dias nos chegam mais umas quantas achegas de confirmação - esta é só mais uma.