terça-feira, 24 de janeiro de 2017

Flores Brancas ...

Lírios do campo
As flores brancas significam o perdão, a paz, a inocência, a pureza, lealdade.

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Tópicos Das Análises À Entrevista De Marcelo, Presidente.

Temos um Presidente da República que não está no perímetro da realidade. Está fora da realidade empírica e está fora da realidade institucional: é que Marcelo falou ou como primeiro-ministro, ou então como Presidente de um semi-presidencialismo à francesa.

Henrique Raposo, Expresso

É estranho Marcelo, eleito pela direita, ter sido um esteio de um governo que essa mesma direita continua a ver como pouco natural? Não tinha de ter sido assim, mas foi o caminho que escolheu, e que o enredou. Os sinais dos últimos dias, mostrando que a geringonça pode desentender-se mais depressa do que todos passaram a assumir depois da aprovação do último orçamento, devem ter feito soar os alarmes em Belém. Marcelo não quer, pelo menos para já, uma crise. Até porque sabe que são as crises que verdadeiramente desgastam os Presidentes, e ele quer continuar a ser amado, beijado e selfiezado.

J. Manuel Fernandes, OBSR

Marcelo Rebelo de Sousa julga que está noutro país, julga que jurou outra Constituição e julga que preside a outro regime. No meio de tanta baralhação, conseguiu tornar-se no responsável último do atual Governo. O grave não é que o Presidente julgue que uma vitória de António Costa é uma vitória de Marcelo; o grave é que não perceba que, a partir de agora, uma derrota de António Costa será uma derrota de Marcelo. Para o primeiro-ministro, esta entrevista foi um alívio; para o Presidente, foi uma armadilha.

Miguel Pinheiro, OBSR

Como sempre, o mais importante escondeu-se no que ele não disse, porque já não precisava de dizer. Sim, para ele, o país está espectacular. E isso deve-se ao facto de o primeiro-ministro ter percebido que, para sobreviver em São Bento, teria de deixar Marcelo governar a partir de Belém.

Alexandre Homem de Cristo, OBSR

A solução de governo trouxe tranquilidade ao país, com resultados visíveis – embora os últimos dias tenham sido difíceis. Marcelo trouxe alegria e o resto. Portugal está irreconhecível.

Ana Sá Lopes, Ji

Não resisto à tentação de incluir aqui o comentário de um leitor do artigo de ASL, : A "tranquilidade" do país deve-se a Costa que conseguiu que Jerónimo se tornasse um gatinho "ron ron". (JS)

O Sol Está Dentro De Cada Um


O sol está dentro de cada um. Sorrir e acreditar em si é o caminho para alcançar a luz e o brilho que irradia da própria existência e acalenta a crença em nós mesmos. Acreditemos no próprio sol, ele mora no “eu” e ilumina o tudo e o todo. A gargalhada é o sol que varre o inverno do rosto humano.

Victor Hugo 

domingo, 22 de janeiro de 2017

É Um Sonho Adolescente, Mas Um Sonho Perene. Desde Sempre o PS Convenceu-se De Que Era O Centro De Gravidade ...

... Da Democracia Portuguesa, O Partido Do Regime Ou O Partido Charneira, Designações Que Fizeram História.

Foi por causa desse sonho que os socialistas inventaram a moção de censura construtiva, uma bizantinice jurídica que obriga a que só possa derrubar o governo quem tenha uma maioria pronta.

Foi por causa desse sonho que os socialistas perderam vários governos e momentos históricos.

Estamos a chegar lentamente a uma fase parecida. Enquanto o PS puder contar com a extrema-esquerda, vai governando. O pior é que a extrema-esquerda também já percebeu. E, depois de ser muleta, não está pronta a suicidar-se.

Foi por causa deste estilo de governo, com a mão esquerda de manhã e a direita à tarde, que os governos socialistas de Soares, de Guterres e de Sócrates caíram em seu tempo.

O PS tem de facto várias identidades. Com dificuldade em assumir a sua própria síntese (poderia ser a social-democracia de países mais desenvolvidos), sensível à mitologia revolucionária e à ilusão estatal, muda de roupa com facilidade. A liberdade, o pluralismo, o mercado e a iniciativa privada levam-no a fazer políticas consideradas de direita. A igualdade, o Estado social, o dirigismo e a empresa pública conduzem-no para a esquerda. Quando não há síntese superior, fica este verso e reverso de oportunidade.

Até há pouco, a extrema-esquerda não entrava na equação do governo. Verdade. Mas recorde-se que esta exclusão tinha sido ditada pelo PS. Agora, depois de acusar os "outros" da sua autoria, o PS decidiu incluí-la na área do governo. Nada pareceu muito complicado, para um partido que já se disse "partido marxista" e condenou a social-democracia, que chegou a designar como "antecâmara do nazismo"!

Excertos do artigo 'Um governo alterno' de António Barreto, no DN

Escrever ...



Escreve, se puderes, coisas que sejam tão improváveis como um sonho, tão absurdas como a lua-de-mel de um gafanhoto e tão verdadeiras como o simples coração de uma criança.

Hemingway  

sábado, 21 de janeiro de 2017

Notícias Soltas


Passos Coelho diz que nunca viu um "governo tão revanchista

Obras na EN125 ameaçam turismo no Algarve

Primeira semana de janeiro regista o maior número de mortos...

Estabelecimentos podem ter o triplo dos custos com o novo sistema...

Câmara garante que obras no Cais do Sodré terminam em fevereiro...   

A Imagem Que Fica De Obama É ...

... De Um Homem Sempre A Chorar

Agora que Barack Obama diz adeus, eu olho para trás e vejo um homem a chorar. Injusto? É a imagem que fica: um presidente sempre em lágrimas por qualquer coisa que disse ou fez.

Sim, eu sei: a sua eleição foi histórica (apesar de as divisões raciais estarem ao rubro) e os EUA foram resgatados do precipício (apesar de a recuperação económica ser mais tímida do que dizem).

Mas o resto denuncia uma falta de ‘virilidade’ política que teve consequências: abandonar o Iraque e o Afeganistão; deixar Assad (e Putin) à solta; entregar Israel aos cães; fazer um acordo com o Irão que é fumo nuclear para os olhos; e contemplar, inerme, o crescimento e a exportação do Daesh são a medida da sua fraqueza.

Verdade que o sucessor, na sua impulsividade cavernícola, tem a mais o que Obama teve a menos. Mas até nisso Obama falhou: ao criar as condições para Trump, as lágrimas dele serão nossas no futuro.

João Pereira Coutinho, CM

Quando Você Encontrar Alguém ...

Pontes e outros tantos caminhos paralelos
... Que também esteja te procurando, toda a tua procura poderá enfim encontrar descanso ...

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Donald Trump Acaba De Ser Confirmado Como 45º Presidente Dos Estados Unidos Da América

Getty images, via CM
Donald Trump acaba de ser confirmado como o 45.º Presidente dos Estados Unidos da América.

No seu discurso de inauguração, Trump repetiu algumas das suas principais ideias de campanha: “Vamos recuperar os nossos postos de trabalhos. Vamos recuperar o controlo das nossas fronteiras. Vamos recuperar a nossa riqueza. E vamos recuperar os nossos sonhos”, disse. E anunciou “duas pequenas regras” que passarão a ser cumpridas: “comprar americano, contratar americano”.

"God Bless America"

Precisam os americanos !
Precisamos todos nós!

O Governo Meteu-se Numa Enorme Trapalhada

Esta frase não é minha – é copiada de um texto de Marisa Matias, dirigente do Bloco de Esquerda, um dos partidos que constituem a maioria parlamentar que permite a António Costa ser primeiro-ministro.

O governo só se pode queixar de si próprio – continuo a copiar Marisa Matias. Para exibir o apoio dos patrões em Bruxelas arrisca-se a ficar com uma enorme derrota na lapela. Fim de citação do texto da eurodeputada do Bloco de Esquerda publicado no site Esquerda.net.


Embora tenha sido o líder do PSD a levar mais pancada no espaço público, a verdade é que António Costa não pode negociar na concertação social uma coisa de que não tem garantias de ter apoio parlamentar. O Estado ainda não é dele. António Costa é primeiro-ministro de um governo minoritário e não é do apoio do Presidente da República nem do patronato que lhe advém a legitimidade política. Aparentemente, esqueceu-se disto.

Fonte: 'A coisa está crispada um bocadinho demais', Ana Sá Lopes. Ji

Não Basta Abrir A Janela


Não basta abrir a janela
Para ver os campos e o rio.
Não é bastante não ser cego
Para ver as árvores e as flores.
É preciso também não ter filosofia nenhuma.
Com filosofia não há árvores: há ideias apenas.
Há só cada um de nós, como uma cave.
Há só uma janela fechada, e todo o mundo lá fora;
E um sonho do que se poderia ver se a janela se abrisse,
Que nunca é o que se vê quando se abre a janela.

"Poemas Inconjuntos”, Poemas de Alberto Caeiro. 

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Notícias Soltas

  • Marcelo Meli à espera que o telefone toque para deixar Alvalade
  • Embaixador do Iraque sem condições para continuar em Portugal
  • Seis detidos por tráfico de cocaína do Brasil para Portugal
  •  frases polémicas de Donald Trump
  • Parlamento chumba terça-feira de Carnaval como feriado obrigatório



  • Tudo Isto É Espantoso !

    Por um lado, o governo fechou um negócio com sindicatos e patrões sem ter a força para o fazer. Não tinha o apoio de partido nenhum na Assembleia da República e nem sequer abordou o PSD para tentar uma saída qualquer, por inesperada e exótica que ela fosse. Por outro lado, de repente parece que a concertação social passou a ser o alfa e o ómega da democracia portuguesa, o sítio onde tudo o que é de relevante acontece, onde tudo se decide, deixando os restos à Assembleia da República, isto é, o papel de cenário virtual ou centro de dia para os deputados trocarem umas generalidades.

    Tudo isto é muito esquisito, mas é-o ainda mais porque António Costa é primeiro-ministro por uma só razão: ele perdeu nas urnas, não conseguiu os votos de que precisava, mas ganhou legitimamente no Parlamento o apoio indispensável. Portanto, desvalorizar a Assembleia da República é não apenas arriscado e imprudente mas também politicamente incompreensível perante o contexto deste governo. No entanto, por duas vezes em menos de um mês o primeiro-ministro tentou um arranjinho à margem do centro da democracia e por duas vezes falhou desgraçadamente - e ainda bem.(continuar a ler)

    Segredos ...

    "Se queres que outrem guarde segredo, guarda-o tu primeiro." 

    Séneca  

    quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

    Notícias Soltas ...

    Retiro ...

    ... Da Alma

    Há quem procure lugares de retiro no campo, na praia, na montanha; e acontece-te também desejar estas coisas em grau subido. Mas tudo isto revela uma grande simplicidade de espírito, porque podemos, sempre que assim o quisermos, encontrar retiro em nós mesmos. Em parte alguma se encontra lugar mais tranquilo, mais isento de arruídos, que na alma, sobretudo quando se tem dentro dela aqueles bens sobre que basta inclinar-se para que logo se recobre toda a liberdade de espírito, e por liberdade de espírito, outra coisa não quero dizer que o estado de uma alma bem ordenada. Assegura-te constantemente um tal retiro e renova-te nele. Nele encontrarás essas máximas concisas e essenciais; uma vez encontradas dissolverão o tédio e logo te hão-de restituir curado de irritações ao ambiente a que regressas.

    Marco Aurélio, Imperador Romano

    terça-feira, 17 de janeiro de 2017

    Antonio Tajani Foi Eleito Presidente Do Parlamento Europeu

    O italiano Antonio Tajani (PPE) ganhou a quarta volta das eleições à presidência do Parlamento Europeu com 351 votos, contra os 282 do compatriota socialista Gianni Pitella.

    Tajani, que pertence ao Forza Italia, que foi liderado por Silviio Berlusconi, sucede assim ao alemão e socialista Martin Schulz na liderança do PE.

    Costa Começa A Perceber Que Não Poderá Governar À Moda Do Pisca-Pisca

    Primeiro – o acordo de concertação social é um mau acordo, porque associar a subida do salário mínimo à descida da TSU das empresas vai transformá-lo no padrão para as novas contratações, e porque esvazia a Segurança Social de receitas que terão de ser compensadas.

    Segundo – o fracasso do acordo tem fortes implicações políticas, porque descobrimos que há um primeiro-ministro que fecha acordos sem saber se pode cumprir a sua palavra, e porque Costa percebe que não poderá governar à moda do pisca-pisca, como canta a música pimba: umas vezes para a esquerda, outras vezes para a direita.

    No fundo, isso clarifica as coisas, o que é bom. Muito bom.

    Carlos Rodrigues, CM  

    As Maiores E As Mais Belas Coisas Do Mundo ...


    "As maiores coisas do mundo e as mais belas não podem ser

    vistas e nem sequer tocadas. Devem ser sentidas com o coração." 


    Hellen Keller 

    segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

    Esta É A Frase ...

    Se o PS precisa do PSD quando se alia a comunistas e bloquistas, então a geringonça ainda não tem a maturidade suficiente para governar Portugal. Cresçam e aprendam a governar sem fazerem queixinhas.

    João Marques de Almeida, OBSR    

    "Jogo De Cintura"

     Os socialistas optaram por não apresentar candidato à Invicta, preferindo colar-se a Rui Moreira – que até é próximo do CDS.
    E quando este ganhar por larga vantagem, como é expectável, celebrarão a vitória como sua.

    Outro caso sintomático deste “jogo de cintura” socialista é a descida da TSU. O ministro Vieira da Silva conseguiu chegar, depois de muito batalhar, a um acordo na concertação social para aprovar a subida do salário mínimo e a descida da TSU. Acontece que os partidos da extrema- -esquerda que apoiam o PS não estão dispostos a fazer cedências e, como tal, recusam-se a aprovar a medida no parlamento.

    O PS tem um problema para aprovar uma proposta sua? Não! O problema é do PSD, que não está a ser coerente com o que defendeu antes. E, se a proposta chumbar, será a Passos que se vão pedir satisfações, não ao PCP nem ao Bloco.

    De facto, este governo tem uma enorme habilidade para alijar responsabilidades e transformar os seus insucessos nos problemas dos outros – neste caso, da oposição. Já o líder do PSD – estejamos a falar da candidatura do seu partido à câmara, da descida da TSU ou até do dossiê da Caixa – parece ter uma propensão para atrair problemas e, uma vez que eles se instalam, não conseguir desenvencilhar--se deles. Essa inabilidade pode afetar a sua imagem. Mas resulta simplesmente de falta de oportunismo – o que, em boa verdade, só abona a seu favor.(ler aqui)

    A Lucidez ...

    A lucidez só deve chegar ao limiar da alma. Nas próprias antecâmaras do sentimento é proibido ser explícito.

    Fernando Pessoa

    domingo, 15 de janeiro de 2017

    Muitas Vezes Festeja-se A Luta, Raramente A Paz. É Pena!

    De Mário Soares, nestes dias de homenagem, festejou-se a luta, raramente a paz. O combate, não o diálogo. É pena. Na verdade, o seu contributo para a paz foi o decisivo e o mais durável.

    Os que alimentam esta obsessão pela luta garantem que com ela virá a libertação, a salvação, a dignidade e a liberdade... Mas esquecem evidentemente que a luta também dá guerra, violência, desordem, motim e morte de inocentes...

    Vive-se em Portugal, há cerca de um ano, um agradável clima de paz social. Greves e perturbações diminuíram drasticamente com a tomada de posse deste governo. Foram desmobilizadas as brigadas de contestação espontânea e os grupos de arruaceiros que fizeram a vida negra a Passos Coelho e a Cavaco Silva. Eram poucos, mas eficientes. A cumplicidade das televisões, que necessitavam de material, era trunfo inestimável. O silêncio do PS, que esperava dividendos, ajudou à manutenção do clima de crispação.

    Passado pouco mais de um ano depois das eleições, a paz social é a regra. Os cuidados médicos ainda não melhoraram, mas a contestação é agora cordata. O funcionamento das escolas não é muito diferente, nem mais favorável ou eficaz, mas a controvérsia é agora afável. Os transportes públicos não conheceram uma evolução positiva, mas a perturbação no sector é inexistente. Em muitas áreas de altercação tradicional, como no universo dos precários, na função pública, nos portos ou nas universidades, vive--se pacificamente. Ainda bem. É melhor para o trabalho e a produção, para a qualidade de vida e a produtividade.

    Excertos do artigo de António Barreto no DN